Bahia tenta superar desfalques para encarar o Flamengo

Marquinhos Santos não poderá contar com pelo menos nove peças importantes para o confronto

Tiago Décimo, Agência Estado

21 de maio de 2014 | 07h13

SALVADOR - O Bahia tem nove desfalques para o jogo desta quarta-feira, contra o Flamengo, a partir das 19h30, em Macaé (RJ), pela sexta rodada do Brasileirão. Por isso, o técnico Marquinhos Santos e os jogadores avisam que é hora de mostrar que o clube baiano tem um "elenco forte".

Entre os desfalques do Bahia, Omar, Galhardo, Diego Macedo, Roniery, Pittoni, Lincoln e Rhayner estão contundidos. Para completar, Uelliton irá cumprir suspensão e Rafinha não pode jogar por razões contratuais - está emprestado pelo próprio Flamengo.

Diante disso, Marquinhos Santos faz mistério com a escalação. Mesmo porque, não quer facilitar o trabalho de Ney Franco, treinador que trocou o Bahia pelo Flamengo na semana passada. "Prefiro guardar a formação que escolhi, até porque o técnico do Flamengo nos conhece bem", afirmou.

O time, no entanto, não deve ser muito diferente do que venceu o América-MG por 2 a 1, na última quarta-feira, pela Copa do Brasil - o Bahia não jogou no fim de semana pelo Brasileirão, porque a partida pela quinta rodada, contra o Sport, foi adiada para 4 de junho.

É certa apenas a saída do volante Uelliton, que foi expulso no clássico contra o Vitória. Em seu lugar, deve entrar Rafael Miranda. Mas o treinador mantém a dúvida entre jogar com dois ou três volantes. Esta última opção, porém, tende a ser a preferida, com o retorno de Hélder ao time.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.