Felipe Oliveira/EC Bahia
Felipe Oliveira/EC Bahia

Bahia tentará manter embalo na Fonte Nova para se afastar do rebaixamento

Time de Preto Casagrande está na 13ª posição com 30 pontos

Estadão Conteúdo

30 de setembro de 2017 | 07h26

O Bahia está fora da zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro graças a uma vitória no último lance do jogo anterior e que foi bastante contestada. Mas para seguir fora do grupo da degola, o time tricolor precisa passar pelo Coritiba neste sábado, às 16 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 26.ª rodada da competição.

+ Roger é afastado no Botafogo para tratar de tumor renal e não joga mais em 2017

No último domingo, o centroavante Rodrigão marcou de pênalti o gol do triunfo por 1 a 0 sobre o Grêmio, em Salvador. A penalidade, no entanto, foi bastante contestada pelos jogadores da equipe adversária e debatido ao longo da semana por jornalistas e especialista do meio.

No lance que gerou a confusão, o lateral-direito Edílson perdeu o equilíbrio, caiu e derrubou o meia-atacante argentino Allione. O defensor negou o toque, mas o jogador do Bahia afirmou que foi tocado. Por nenhuma das câmeras de televisão deu para ter uma noção exata se houve ou não o toque.

O fato é que os três pontos foram computados a favor do Bahia e levaram a equipe para a 13.ª colocação na tabela de classificação com 30 pontos, a dois de distância da zona de rebaixamento. E a três do Coritiba, o 19.º e penúltimo colocado.

"Não podemos abrir mão de pontuar, ainda mais contra um adversário que está na mesma parte da tabela. Tivemos uma semana muito boa de trabalho, os atletas entenderam a importância de ter a posse e de criar as oportunidades", disse o técnico Preto Casagrande.

O treinador tem apenas um problema para definir a escalação. O lateral-direito Eduardo está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e seu primeiro substituto, o zagueiro Éder, tenta se recuperar de uma virose. Caso seja vetado, Everson deve atuar no lado direito.

Tudo o que sabemos sobre:
Bahiafutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.