Bahia vence e deixa Campinense na lanterna da Série B

Em Pituaçu, time baiano faz 3 a 0 pela 31.ª rodada; é o primeiro triunfo desde o dia 29 de agosto

AE, Agencia Estado

20 de outubro de 2009 | 22h01

O Bahia voltou a dar alegria à sua torcida após quase dois meses de jejum sem vitórias. Nesta terça-feira, o time tricolor baiano venceu o Campinense por 3 a 0, no estádio de Pituaçu, em Salvador, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A última vitória tinha sido diante do São Caetano, por 2 a 1, no dia 29 de agosto, pela 21.ª rodada. Neste período foram sete derrotas e dois empates.

 

Veja também:

Brasileirão Série B - tabela Classificação | lista Tabela

especialSÉRIE B - Leia mais sobre a competição

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Mesmo assim, a equipe baiana segue ameaçada pelo rebaixamento, já que aparece com 35 pontos. O Campinense segue caminhado rumo à Série C de 2010. Com 30 pontos, o time paraibano é o lanterna.

Os times entraram em campo precisando da vitória, mas o que se viu foi muita falta de qualidade de ambos os lados. O Bahia pressionou mais que o Campinense e levou perigo em, pelo menos, três lances ao goleiro Fabiano.

Logo no começo do segundo tempo, o Bahia teve três lances cruciais que fizeram a diferença dentro da partida. Aos quatro minutos, o volante Henrique deixou o Campinense com um a menos ao receber o segundo cartão amarelo. Com um a mais, o Bahia foi à frente e chegou ao primeiro gol. Aos oito minutos, o zagueiro Nino agarrou Marcone dentro da área: pênalti. Nadson abriu o placar ao cobrar no lado direito e Fabiano cair do lado esquerdo.

Com um a menos, o técnico Freitas Nascimento resolveu reorganizar o Campinense dentro de campo. Ele colocou o volante Charles na vaga de Nino, mas com menos de um minuto em campo o jogador do time visitante fez falta dura e também foi expulso de campo.

Com dois a mais, o Bahia chegou ao segundo gol e definiu a vitória. Aos 34 minutos, após bela troca de passes entre Bebeto e Nadson, a bola ficou para Ananias mandar para o gol.

Estava fácil e o terceiro gol não demorou para acontecer. Aos 41 minutos, após cruzamento do lado direito, o meia Paulo Isidoro apareceu para completar o placar.

Bahia e Campinense retornam a campo no próximo sábado, às 16h10, pela 32.ª rodada. O clube tricolor encara o Vasco, no Maracanã, no Rio de Janeiro, e não terá o zagueiro Nen, que recebeu o terceiro cartão amarelo. Já o Campinense enfrenta o Vila Nova, no estádio Amigão, em Campina Grande.

BAHIA 3 X 0 CAMPINENSE

Bahia - Marcelo; Menezes, Nen e Marcone; Bebeto, Bruno Silva, Ananias, Juninho (Roberto) e Alex Maranhão (Paulo Isidoro); Nadson e Jael (Beto). Técnico: Paulo Bonamigo

Campinense - Fabiano; Fábio Santana, Leandro Camilo, Nino (Charles) e Marquinhos; Cleber, Henrique, Daniel (Neto Maranhão), Rodrigo Broa (Márcio Baiano) e Washington; Edmundo. Técnico: Freitas Nascimento

Gol - Nadson (pênalti), aos 8, Ananias, aos 34, e Paulo Isidoro, aos 41 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos - Ananias, Nen, Alex Maranhão e Bruno Silva (Bahia); Leandro Camilo e Nino (Campinense)

Cartões vermelhos - Henrique e Charles (Campinense)

Árbitro - Wagner Reway (MT)

Renda - R$ 99.190,00

Público - 9.424 pagantes

Local - Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.