Bahia vence e espanta a crise

Mesmo sem jogar bem, o Bahia derrotou o Juventude por 3 a 1, nesta quarta-feira à noite na Fonte Nova, afastando a crise que ameaçava se instalar no tricolor baiano. A equipe se recuperou, após perder as duas partidas anteriores chegando aos 4 pontos, mesmo número do Juventude, que sentiu a ausência de três titulares, o zagueiro Renato e os meias Jonatas e Hugo. O Bahia fez um primeiro tempo muito ruim, errando muitos passes e tentando chegar ao gol do Juventude com bolas altas no início do primeiro tempo. Somente por baixo o Bahia chegou pela primeira vez com perigo aos 19 minutos, com uma jogada de Cláudio que entrou na área tocou para Preto, mas o meia chutou sem direção. Dois minutos depois o Juventude fez uma jogada parecida: Mineiro foi à linha de fundo e cruzou para Geufer livre na área chutar forte. Márcio espalmou para escanteio. Geufer não desperdiçou nova chance aos 30, fazendo 1 a 0, num contra-ataque rápido do Juventude. Vaiado pela torcida, o Bahia empatou aos 42, após a cobrança de escanteio, que a zaga gaúcha não cortou e Jair empurrou para as redes. Para o segundo tempo, enquanto o Juventude parecia satisfeito com o empate, o técnico Bobô avançou o Bahia tentando sufocar o adversário. A entrada de Marcelo Nicásio aos 15 no lugar de Adriano melhorou a qualidade do passe do Bahia. O resultado apareceu rápido. Marcelo Nicásio fez tabela com o lateral Lino que penetrou livre pela esquerda e com um chute forte marcou 2 a 1. A torcida que estava execrando a equipe baiana passou a apóia-la, enquanto o Juventude procurava superar o momento difícil. Mas não conseguiu: Preto fechou o placar para o Bahia, aos 37 minutos. Ficha técnica: Bahia: Márcio; Guto, Marcelo Souza, Valdomiro e Lino; Otacílio, Jair, Preto e Paulo Sérgio; Adriano (Marcelo Nicásio) e Cláudio. Técnico: Bobô. Juventude: Maurício; Mineiro, Felipe Alvim, Dante e Caibi; Evandro, Rodrigo Pontes, Marcelo (Camasola) e Michel (João Paulo); Gustavo (Rafael) e Gaufer. Técnico: Cristóvão Borges. Gols: Geufer aos 30 e Jair aos 42 minutos do primeiro tempo. Lino aos 21 e Preto aos 37 minutos do segundo. Árbitro: Antonio Hora Filho (SE). Cartão amarelo: Dante, Caibi, Rodrigo Pontes e Preto. Local: Salvador.classificação

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.