Bahia vira sobre o Figueirense e respira contra o rebaixamento

SALVADOR - Com um gol de Cláudio Pitbull aos 45 minutos do segundo tempo, o Bahia bateu o Figueirense de virada, por 2 a 1, no Estádio de Pituaçu, em Salvador, na tarde deste domingo. Com o resultado, o time baiano mantém a série invicta, que chega a sete partidas, e avança duas posições na tabela, assumindo a 13.ª colocação, com 31 pontos. Já o Figueirense segue na zona de rebaixamento para a Série B, na 18.ª posição, com 22 pontos.

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo

16 de setembro de 2012 | 20h22

O técnico do Bahia, Jorginho, surpreendeu ao escalar um time com três atacantes para a partida. E o jogo começou com a equipe da casa pressionando e perdendo duas boas chances de gol, logo aos 4 minutos, com um chute de Hélder para fora, e aos 5, quando Jones Carioca arrancou do meio de campo, invadiu a área e, de frente para o goleiro, chutou à esquerda do gol.

Aos poucos, porém, o Figueirense conseguiu conter o ímpeto do Bahia, foi equilibrando as ações e passou a levar perigo ao gol defendido por Marcelo Lomba. Até que, aos 33 minutos, uma bola cruzada por Botti atravessou toda a pequena área do Bahia e encontrou Julio Cesar, que só teve o trabalho de empurrar para o gol, de cabeça.

Ao fim do primeiro tempo, os discursos dos jogadores dos dois times mostravam a importância da partida na luta contra o rebaixamento. "A gente precisa reverter esse placar, porque não podemos perder dentro de casa", disse Jones. "Agora, é segurar esse resultado e jogar no erro deles", rebateu Julio Cesar.

Como a surpresa inicial não deu o resultado esperado, Jorginho tirou Rafael no intervalo e colocou o meia-atacante Lulinha, na esperança de fazer a bola chegar com mais facilidade ao ataque. A alteração deu certo e o Bahia passou a pressionar fortemente o Figueirense.

Sem um centroavante fixo - o artilheiro Souza estava suspenso -, porém, o time tinha dificuldades em fazer a bola entrar na área do adversário. Tanto que as melhores chances do Bahia foram em chutes de longa distância. Aos 9 minutos, por exemplo, Neto acertou o travessão de Wilson em cobrança de falta.

A pressão seguiu até que, aos 27 minutos, o Bahia conseguiu pela primeira vez concluir em boa posição dentro da área: em cruzamento rasteiro de Jussandro, a bola atravessou a frente do gol e Hélder, sem marcação na segunda trave, empurrou para a rede.

O gol incendiou a torcida e o Bahia se lançou para o ataque, criou muitas chances e levou alguns sustos em contra-ataques. O goleiro Wilson, com belas defesas, ia garantindo o empate, até que, aos 45 minutos, uma bola dividida entre Jones e o goleiro sobrou para Cláudio Pitbull, que aproveitou a chance para marcar o gol da virada.

Os jogadores do Figueirense saíram de campo reclamando de falta na entrada de Jones em Wilson. "Claro que foi falta, ele (árbitro) não marcou porque não quis", disse o goleiro. Autor do gol, Pitbull não quis entrar na polêmica. "O importante é que a bola sobrou e tive a felicidade de fazer o gol."

Na próxima rodada, o Figueirense recebe o Palmeiras, em Florianópolis, no sábado, enquanto o Bahia vai a Porto Alegre, enfrentar o Internacional, no domingo.

BAHIA 2 X 1 FIGUEIRENSE

BAHIA - Marcelo Lomba; Neto, Titi, Danny Morais e Jussandro; Fahel, Diones (Kleberson) e Hélder; Rafael (Lulinha), Jones Carioca e Elias (Cláudio Pitbull). Técnico - Jorginho.

FIGUEIRENSE - Wilson; Doriva, João Paulo, Edson e Helder; Túlio, Coutinho (Guilherme Lazaroni), Claudinei e Botti (Ronny); Caio e Julio Cesar (Jean Deretti). Técnico - Márcio Goiano.

GOLS - Júlio César, aos 33 minutos do primeiro tempo. Hélder, aos 27, e Cláudio Pitbull, aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Nielson Nogueira Dias (PE)

CARTÕES AMARELOS - Marcelo Lomba, Neto, Cláudio Pitbull, Jones Carioca, Edson, João Paulo, Botti, Túlio e Guilherme Lazaroni.

RENDA - R$ 493.020,00.

PÚBLICO - 22.041 pagantes.

LOCAL - Estádio de Pituaçu, em Salvador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.