Balão reforça o ataque do Paysandu

A volta de Balão no lugar de Zé Augusto, formando a dupla de ataque com Robson, é a única mudança no Paysandu para o jogo desta terça-feira, às 17 horas, no Mangueirão, contra o Universidad Católica, do Chile, lanterna do Grupo 2 da Copa Libertadores da América. Os chilenos buscam a reabilitação na competição depois de terem perdido dentro de casa sua última partida, para o Sporting Cristal, do Peru, por 1 a 0. A diretoria do Paysandu colocou à venda 52 mil ingressos e conta mais uma vez com o apoio de sua vibrante e fanática torcida para alcançar a vitória, o que dará ao time paraense chances reais de classificação à próxima fase do torneio. O técnico Dario Pereyra promete um Paysandu agressivo, atacando em bloco, mas sempre atento aos contra-ataques dos chilenos. ?Eles costumam jogar bem fechados e certamente vão tentar alcançar um empate, como ocorreu com o Cerro Portenho." Se o ataque encontrar dificuldades, Dario poderá lançar mão de Zé Augusto e Welber, no segundo tempo. A comissão técnica do time chileno considera a partida contra o Paysandu decisiva para as pretensões do Universidad Católica em continuar no torneio. ?Temos que jogar com muita garra, porque não será fácil derrotar o adversário, que pelas informações que temos dificilmente perde em sua casa, pois conta com uma torcida impressionante", resumiu o treinador Oscar Meneses. Os chilenos ocupam a oitava posição no campeonato nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.