Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Balbuena e Pedrinho garantem a classificação do Corinthians na Sul-Americana

Zagueiro marca de novo diante do Patriotas e meia faz seu primeiro gol pelo time profissional

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2017 | 23h42

Balbuena é o maior responsável pela classificação do Corinthians para a próxima fase da Copa Sul-Americana. O zagueiro  mais uma vez marcou diante do Patriotas e abriu o caminho da  vitória por 2 a 0, na Arena Corinthians. Pedrinho ainda fez seu primeiro gol, para a alegria dos 34.472 torcedores pagantes. 

No jogo de ida, o placar foi de 1 a 1, gol de Balbuena também. O paraguaio marcou pela segundo jogo consecutivo - fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense,  no último domingo, e chegou a cinco gols no ano. Na próxima fase, o time alvinegro pega Independiente Medellín-COL ou Racing-ARG, que jogam hoje, às 21h45. No primeiro jogo, o time argentino venceu por 3 a 1, em casa.

Apesar da classificação, o Corinthians não foi bem em nenhum dos dois jogos diante dos colombianos. Nesta quarta-feira, a única real oportunidade de gol foi justamente no gol de Balbuena. Como o Corinthians já esperava, paciência foi fundamental para superar o Patriotas. O time colombiano chegou a ter a posse de bola por alguns minutos, mas priorizou a marcação. Só não conseguiu sair em contra-ataque, como queria, por falta de qualidade de seus meias.

O time de Fábio Carille teve dificuldades para colocar a bola no chão e alguns atletas que tem sido pouco aproveitados, como Clayton e Kazim, não souberam aproveitar a chance. Risco calculado de uma equipe cansada e que mesmo pretendendo levar a Sul-Americana a sério, precisou poupar alguns titulares para evitar lesão. Jô foi o único dos titulares que ficou no banco de reservas e precisou entrar na segunda etapa para tentar “matar o jogo”. Fagner foi cortado do banco, por dores no joelho, e Rodriguinho e Romero nem foram relacionados.

Mesmo sem força máxima, o Corinthians não teve tanta dificuldade para abrir o placar. Aos 27 minutos, Maycon cobrou escanteio para a área, Balbuena apareceu livre,  desviou de cabeça e abriu o placar. No segundo tempo, os jogadores do  Patriotas se arriscaram um pouco mais, mas ainda se atrapalhava nas próprias pernas e a única coisa.

E parecia que seria só mais um jogo em que o Corinthians jogou para o gasto, mas venceu. Até que aos 40, Pedrinho recebeu lançamento, ganhou do marcador e bateu por cima do goleiro. Primeiro gol do xodó da torcida, que fez com que os corintianos deixassem a arena com um sorriso ainda maior e  a vitória tivesse mais brilho.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 0 PATRIOTAS

CORINTHIANS: Cássio; Léo Príncipe, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto (Jô) e Clayton (Pedrinho); Kazim (Camacho). Técnico: Fábio Carille.

PATRIOTAS: Villete; Jesús Murillo, Cabezas, Arboleada e Carreño (Pretel); Larry Vásquez, Robayo, Omar Vásquez (Mosquera) e Mauricio Gómez; Valoyes e Ibarguen. Técnico: Diego Corredor.

Gols: Balbuena, aos 27 do 1º tempo; Pedrinho, aos 40 do 2º tempo.

Juiz: Roberto Tobar (CHI).

Cartão amarelo: Cabezas.

Público: 34.472 pagantes.

Renda: R$ 1.593.595,90.

Local: Arena Corinthians, em São Paulo

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansfutebolCopa Sul-americana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.