Sergio Perez/Reuters
Sergio Perez/Reuters

Bale vai ser titular do Real Madrid contra o Getafe

Jogador galês começa uma partida pelo time pela primeira vez desde que foi contratado

O Estado de S. Paulo,

22 de setembro de 2013 | 08h38

MADRI - Gareth Bale vai ser titular do Real Madrid pela primeira vez neste domingo, na partida contra o Getafe, no Santiago Bernabéu, pela quinta rodada do Campeonato Espanhol. Contratado por 100 milhões, o galês evoluiu bastante fisicamente e, por isso, o técnico Carlos Ancelotti entendeu já ser o momento de ele assumir seu lugar no time.

 

Com isso, que deve sobrar é Di María. Apesar de o meia argentino estar jogando bem, o que Ancelotti reconhece, com Bale na equipe não há lugar para ele. Isso porque o treinador italiano vai posicionar o galês e o português Cristiano Ronaldo pelos lados do campo, com Benzema centralizado. Isco, nesse esquema, atuará como ponta de lança.

 

Bale estreou no Real Madrid na rodada anterior do Espanhol, no fim de semana passado, e marcou um gol no empate por 2 a 2 com o Villarreal. Jogou 60 minutos. Na quarta-feira, na estreia dos merengues na Liga dos Campeões, ficou em campo nos últimos 26 minutos nos 6 a 1 sobre o Galatasaray turco, em Istambul.

 

Ancelotti, porém, não poderá escalar o que considera sua força máxima neste momento. Isso porque os dois laterais-esquerdos preferidos, Marcelo e Fabio Coentrao, estão machucados. Assim, Arbeloa continua na posição. No meio de campo, Modric recebeu uma forte pancada durante o jogo da Liga dos Campeões e não tem presença garantida. Se não puder jogar, entra Illarramendi.

 

No gol Diego Lopez é o titular de Ancelotti no Campeonato Espanhol. Além disso, Casillas sofreu uma contusão e teve de ser substituído ainda no primeiro tempo do jogo com o Galatasaray.

 

O Valencia, maior decepção desse início de temporada, também joga hoje, contra o Sevilla, com a cabeça do técnico Miroslav Djukic a prêmio. O time iniciou a quinta rodada em 15.º lugar no campeonato, com apenas três pontos e durante a semana apanhou feio do Swansea (3 a 0) pela Liga Europa - foi a quarta derrota seguida do time. Com isso, a vida do treinador ficou complicada.

 

Djukic está sob pressão, mas diz não temer uma demissão. "O clube que analise o meu trabalho e decida o que fazer’’, disse o treinador. Menos mal para ele, e para o Valencia, é o fato de o jogo ser em casa, no Estádio Mestalla, diante do lanterna da competição. O Sevilla só obteve dois pontos até agora.

 

O Villarreal, que vem de um bom empate com o poderoso Real Madrid e faz boa campanha neste início de Liga (10 pontos) tem um bom teste hoje. Vai a Vigo enfrentar o Celta e confia na boa fase de Giovanni dos Santos para obter mais uma vitória.

 

Bétis e Granada, que estão mais perto da zona de rebaixamento do que das primeiras posições da tabela, devem fazer uma partida equilibrada em Sevilla. O Bétis está animado, pois vem de vitória sobre o Valencia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.