Ballack vence duelo com Lahm e voltará a ser capitão da Alemanha

O meia Michael Ballack voltará a ser capitão da seleção alemã quando retornar ao time após se recuperar de uma lesão, vencendo Uma queda de braço com o lateral Philipp Lahm, que o substituiu na função durante a Copa do Mundo da África do Sul.

REUTERS

01 de setembro de 2010 | 13h20

"Nos últimos dias tive uma conversa pessoal com Ballack e decidi que Michael Ballack continuará sendo o capitão do nosso time", afirmou nesta quarta-feira o técnico Joachim Lw, antes da primeira partida da seleção pelas eliminatórias da Eurocopa 2012, contra a Bélgica, em Bruxelas, na sexta-feira.

"Mas disse a ele que, da forma como as coisas estão hoje, eu não o vejo capaz de ajudar o time (depois de sua recente lesão)."

Ballack não deve voltar a defender sua seleção até, no mínimo, o próximo mês.

O jogador de 33 anos, que já atuou 98 vezes pela equipe alemã e marcou 42 gols, disse que esperava retomar a posição de capitão depois de ter ficado de fora da Copa do Mundo devido a uma contusão no tornozelo, sofrida quando defendia o Chelsea na final da FA Cup da Inglaterra.

Lahm, que foi escolhido para liderar a Alemanha no Mundial, no qual os alemães terminaram na terceira posição, disse que gostaria de permanecer como capitão mesmo após o retorno de Ballack. Os dois se envolveram numa batalha verbal enquanto Ballack melhorava da lesão e assinava contrato com o Bayer Leverkusen, seu ex-clube.

Ballack, contudo, só poderá voltar a defender a seleção em outubro, na perspectiva mais otimista, perdendo os jogos contra Bélgica e Azerbaijão, este último no dia 7 de setembro, devido à falta de ritmo de jogo.

Tudo o que sabemos sobre:
FUTALEMANHABALLACKCAPITAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.