Balotelli é multado por ironizar torcida na Itália

O atacante Mario Balotelli, da Inter de Milão, foi multado em 7 mil euros pela Liga Italiana nesta quinta-feira por ironizar torcedores rivais que cantavam músicas racistas. Filho de imigrantes de Gana, ele aplaudiu os fãs do Chievo Verona quando foi substituído durante a partida de quarta-feira.

AE, Agencia Estado

07 de janeiro de 2010 | 17h27

Balotelli marcou o único gol da vitória da Inter de Milão por 1 a 0. Em uma entrevista após a partida, o atacante disse que toda vez em que joga em Verona "os torcedores estão mais e mais revoltados".

A Inter de Milão foi multada em 15 mil euros por abuso racial de seus torcedores com um jogador do Chievo e pelo arremesso de fogos de artifício no campo. O Chievo não foi punido pela Liga Italiana.

Na quinta-feira, Balotelli publicou uma explicação em seu site oficial, pedindo desculpas aos torcedores que não se envolveram na polêmica pelas suas declarações.

"Eu não vou pedir para ser desculpado por aqueles que me insultaram, mas apenas pela parte do público que não tem nada a ver com isso e que eu ofendi me expressando mal", explicou Balotelli, que disse ter perdido a calma por conta das vaias dos torcedores.

"Eu estou cansado de ouvir palavras de ordem racista e vaias mesmo quando eu me comporto bem em campo", completou Balotelli. "E isso não acontece somente comigo. Em Verona, eu também estava envergonhado pelos meus próprios fãs, quando os ouvi vaiando Luciano, do Chievo", acrescentou Balotelli, se referindo ao jogador brasileiro. "Isso realmente me chateou. É vergonhoso e eles devem parar".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolInter de MilãoBalotelli

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.