Simone Venezia/EFE
Simone Venezia/EFE

Balotelli não quer correr riscos com coronavírus e questiona partidas do Italiano

Nas redes sociais, atacante do Brescia critica retorno das atividades após duas paralisações

Redação, Estadão Conteúdo

08 de março de 2020 | 12h08

Neste domingo, o Campeonato Italiano volta à ativa depois de duas paralisações em função do coronavírus. O retorno do futebol da Itália às atividades, porém, não agradou ao polêmico atacante Mario Balotelli, que atualmente joga no Brescia.

Em seu perfil no Instagram, o atleta criticou quem defende a realização das partidas. "Não me escreva coisas como 'mas você está protegido', 'mas o que muda?', 'nada acontece a portas fechadas', 'não jogue fora o único entretenimento do fim de semana para as pessoas das áreas vermelhas!'", protestou.

O jogador seguiu sua mensagem: "Eu amo futebol mais do que você, mas jogar significa viajar de ônibus, trem, avião, dormir em um hotel, entrar em contato com outras pessoas fora de sua sociedade de convivência".

Balotelli ainda fez uma dura revelação. "Eu já não vejo meus filhos porque eles não moram na Lombardia, e isso já é irritante e triste para mim", disse o atacante italiano, antes de mencionar a mãe de forma comovente.

"Eu nunca iria querer que minha mãe, que eu vejo todos os dias e não tem a minha idade, acabasse infectada. Por mais que possa amar o futebol (ao qual devo tudo), não gosto e absolutamente não vou arriscar vê-la doente", afirmou.

O ex-jogador de Milan, Inter de Milão e Manchester City finalizou a mensagem com uma reflexão: "E (tudo isso) por que? Para divertir alguém? Ou para não perder dinheiro? Vamos lá, suspenda. Não brinque com a saúde".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.