Reprodução / Twitter Adana Demirspor
Reprodução / Twitter Adana Demirspor

Balotelli revela desejo de jogar pelo Boca Juniors: 'Se me ligarem, eu vou'

Declaração do atacante italiano, durante transmissão ao vivo com Sergio Agüero, gera repercussão e sonho nas redes sociais entre os torcedores argentinos do clube de Buenos Aires

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2022 | 11h21

Sempre polêmico, Mario Balotteli voltou ao noticiário após revelar sua admiração e vontade de jogar pelo Boca Juniors na reta final de sua carreira. A "confissão" aconteceu durante uma transmissão ao vivo em programa junto com o atacante Sergio Agüero, em conversa descontraída entre os ex-companheiros de equipe. 

Durante a entrevista, o atacante italiano revelou que conhece a equipe de Buenos Aires desde pequeno, e toda a sua tradição no futebol sul-Americano. "Eu gostaria de jogar no Boca algum dia. Todos os meninos na Europa cresceram vendo Diego Maradona. Foi assim que conheci o Boca", revelou Balotelli, que atualmente joga no futebol turco, defendendo as cores do Adana Demirspor. Maradona atuou e foi técnico do Boca.

"Você deu uma ótima manchete para os jornalistas", brincou Agüero após a resposta do colega. Italiano e argentino jogaram juntos por duas temporadas no Manchester City, entre 2011 e 2013, onde conquistaram um Campeonato Inglês, em 2011/12. Agüero estava no Barcelona antes de parar por problemas cardíacos.

Na sequência, ele continuou provocando o italiano, ao perguntar se responderia positivamente à uma ligação de Riquelme, o convidando a jogar pelo Boca. Atualmente, o ídolo xeneize é o vice-presidente do clube argentino. "Se eles me ligarem, eu vou. Gostaria de jogar no Boca por pelo menos um ano", afirmou Balotelli.

Com 31 anos, o italiano soma 13 gols e quatro assistências pelo Adana Demirspor, clube que defende desde o ano passado. Nos últimos anos, passou pelo Brescia, Olympique de Marseille e Monza, sem grandes sucessos. Em 2019, chegou a ser especulado no Flamengo, mas a elevada pedida salarial e a vontade de permanecer na Itália, para voltar a ser convocado para a seleção, foram impeditivos para sua vinda ao Brasil.

Além desses, o atacante também acumula passagens pelo Milan, Liverpool, Inter de Milão, Nice e Manchester City, essa a mais emblemática. Pela seleção italiana, disputou a Eurocopa de 2012, Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014, sua última competição oficial pela Itália, que não se classificou para as Copas de 2018 e 2022.

Tudo o que sabemos sobre:
Mario BalotellifutebolBoca Juniors

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.