Banco Central homenageia a Fifa

O Banco Central do Brasil se uniu à Fifa para lançar moedas comemorativas ao centenário da entidade máxima do futebol, data que será festejada durante todo o ano de 2004. As moedas, feitas de ouro e prata, serão produzidas também pela Casa da Moeda da França, da Suíça e do Uruguai e serão apresentadas no final do mês na cidade da Basiléia, na Suíça. O evento contará com a presença de Franz Beckenbauer, presidente do Comitê Organizador da Copa do Mundo de 2006, e de Joseph Blatter, presidente da Fifa. As moedas, as primeiras feitas por iniciativa da Fifa, irão homenagear o Brasil (único pentacampeão mundial), a França (local de fundação da Fifa), a Suiça (atual sede da entidade) e o Uruguai (primeiro campeão do mundo e sede da primeira Copa). "O objetivo é homenagear os países que contribuíram para o futebol mundial", afirmou a Fifa, que destaca que as moedas também serão aceitas em seus respectivos mercados. Na sede da Fifa em Zurique, as moedas estarão disponíveis a partir de maio para serem adquiridas por colecionadores. "É um prazer constatar que, em uma era de crescente comércio virtual, elas (as moedas comemorativas) ainda gozam de boa aceitação entre o público", afirmou Blatter. Entre os eventos comemorativos do centenário da Fifa, a entidade pleneja uma partida de gala, que será realizada em meados do ano entre a França e o Brasil. O jogo será disputado em Paris.

Agencia Estado,

20 de janeiro de 2004 | 16h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.