Bangu confia no passado contra Ponte

Desde 1994, o Bangu não sabe o que é perder para a Ponte Preta. E é com o objetivo de manter este tabu que a equipe carioca entra em campo neste sábado, às 16 horas, no Estádio Guilherme da Silveira, para enfrentar o time de Campinas, pela 13ª rodada do Torneio Rio-São Paulo. O último jogo entre as duas equipes aconteceu em 1995, pela Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro, e o Bangu venceu por 2 a 0. O psicólogo do Bangu, Esmerino Júnior, analisou a situação da Ponte Preta na competição. ?Eles estavam em 2° lugar na 5° rodada e, a partir da 7ª, não venceram mais. Foram dois empates e quatro derrotas?, constatou Esmerino. Ele destacou também, que a equipe paulista é um dos times mais indisciplinados da competição. ?Vamos jogar em casa e temos os números a nosso favor?, afirmou o goleiro Eduardo, cofinado que o retrospecto possa ajudar a aumentar a autoconfiança da equipe. ?Não podemos deixar essa estatística cair.? O técnico Miguel Ferreira não poderá escalar o meia Zada, que está com dores na coxa esquerda. O substituto será o meia Bruno Lazaroni. Bangu e Ponte Preta já se enfrentaram por 11 vezes e o retrospecto é favorável à equipe carioca: foram cinco vitórias, três derrotas e três empates.

Agencia Estado,

29 Março 2002 | 18h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.