Bangu tenta feito histórico no centenário

Além de Flamengo e Vasco, Bangu e América são os outros dois clubes do Rio que estarão em campo, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. A tarefa para o Bangu, que pode empatar até por 1 a 1 com o Tupi-MG para continuar na competição, é mais fácil do que a do América, que precisa vencer o Londrina, na casa do adversário, por dois gols de diferença para avançar à próxima fase.No ano de seu centenário, o Bangu tenta quebrar o tabu e passar pela primeira vez à segunda fase da Copa do Brasil. Por ter empatado com o Tupi-MG por 2 a 2, na partida de ida, um empate até 1 a 1 nesta quarta-feira, às 15h30, em Moça Bonita, levará o time para a próxima fase."Conversei muito com os jogadores e passei a importância de quebrarmos este tabu no ano do centenário do clube", disse o técnico do Bangu, Marcelo Cabo. "Temos uma equipe jovem, mas de qualidade." Já o América conta com a experiência de alguns veteranos para tentar uma vitória sobre o Londrina. Por ter perdido a primeira partida por 1 a 0, o time carioca precisa vencer o confronto por 2 gols de diferença. Além do goleiro Carlos Germano e o meia André Silva, que já atuaram por vários clubes brasileiros, o América vai contar pela primeira vez com Marquinhos no meio-de-campo. Revelado pelo Flamengo e com passagem pelo Guarani, o atleta disse estar pronto para atuar por 90 minutos. "Estou treinando há alguns dias e já readquiri ritmo de jogo. Precisamos vencer e vamos buscar este resultado em Londrina", afirmou o atleta.Campeão da Copa do Brasil, ao defender o Grêmio em 1997, André Silva também acredita em uma boa exibição do América, nesta quarta-feira, às 20h30, no Paraná. "Esta é minha sexta Copa do Brasil e gosto muito do sistema de disputa. O Londrina tem uma equipe competitiva, mas o América estará diferente do primeiro jogo e com condições de voltar classificado", contou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.