Bangu vence Portuguesa por 3 a 0

A Portuguesa errou muito e deixou escapar a oportunidade de seguir líder do Torneio Rio-São Paulo, ao ser derrotada pelo Bangu por 3 a 0 hoje à tarde, em Moça Bonita. Apesar de tomar a iniciativa da partida, a equipe paulista até criou algumas jogadas, mas não conseguiu finalizá-las. O forte calor no Rio prejudicou ambas equipes, que antes de a partida começar, já reclamavam da alta temperatura (cerca de 40ºC). Desde o início do primeiro tempo, a Portuguesa não conseguiu se organizar em campo, e os poucos lances de ataques criados não ofereceram perigo ao goleiro Eduardo. O castigo para a Lusa veio aos 39 minutos, depois que a equipe errou ao sair jogando. O meia Renatinho recuperou a posse de bola para o Bangu e lançou para o atacante João Rodrigo, livre de marcação, inaugurar o placar. O Bangu voltou melhor para o segundo tempo e, aos 10 minutos, João Rodrigo recebeu a bola, quase na linha do meio-de-campo, se livrou da marcação do zagueiro Vinícius e marcou o segundo gol do Bangu. O terceiro gol da equipe carioca foi marcado pelo meia Zada, que cobrou um pênalti sofrido pelo também meia Léo, aos 21 minutos. A Portuguesa ainda desperdiçou a oportunidade de marcar seu gol de honra, em um pênalti cobrado pelo atacante Ricardo Oliveira, defendido por Eduardo, aos 28 minutos. A Lusa ainda terminou a partida com menos um jogador, já que o volante Sandro Fonseca foi punido com dois cartões amarelos pelo juiz Wallace Nascimento Valente, e acabou expulso.

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2002 | 17h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.