Barata é punido na Espanha

A Federação Espanhola de Futebol suspendeu hoje a licença federativa do jogador Barata, do Tenerife, por um ano, junto com Martín Herrera, do Alavés, que foi punido por um mês. Ambos foram punidos por uso de passaportes falsos, e agora terão dez dias para apresentar recurso ante o Comitê de Apelação. O passaporte italiano de Barata foi considerado irregular, o que torna inválida a licença federativa obtida pelo jogador.Para a Federação, Barata sabia que seu passaporte era falso, ao contrário do que alegou o jogador. ?Ele mesmo reconheceu que ignorava ter descendência italiana?, diz um comunicado da entidade.Herrera, por sua vez, utilizou um documento falso para provar sua nacionalidade italiana, o que lhe custou um mês de punição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.