Barbarense pode punir seu atacante

Ameaçado pelo rebaixamento, a Barbarense enfrenta muitos obstáculos além dos adversários. E os problemas também estouram dentro de casa. No mais recente, a diretoria do União Barbarense estuda uma punição para o atacante César Mendes, que teria discutido com o técnico Roberval Davino no último treino. O jogador pode até ser dispensado.Com a derrota para o Rio Branco, o time de Santa Bárbara está definitivamente sobre um barril de pólvora. O bate-boca entre César Mendes e Davino foi desmentido pelo próprio atacante. "Não foi com o técnico, é coisa de treino. Eu pedi a bola para o Adriano (Ramos) e ele não passou. Eu reclamei e o técnico pediu para sairmos porque estávamos meio nervosos. Mas depois voltamos ao treino", justificou César Mendes.Segundo o diretor de futebol Durval Lui, a atitude do jogador deve ser coibida até com demissão, mas não neste momento. ?Vamos analisar o caso primeiro, mas, por enquanto, precisamos contar com todos para fugir do rebaixamento", adiantou.O time, aliás, não pode nem pensar em perder mais jogadores. O zagueiro Válder recebeu o segundo cartão amarelo na rodada passada e não enfrenta o São Paulo, sábado, em Santa Bárbara. O treinador, porém, vai poder contar com o retorno de Émerson para a defesa.O União Barbarense está com 12 pontos em 12 jogos disputados e só é melhor que a Matonense, lanterna da competição com 11 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.