Barbarense torce contra o São Caetano

O União Barbarense vai para Campinas, domingo, com um olho na Ponte Preta e outro no São Caetano. Além de precisar vencer seu adversário, o time tenta "secar" a equipe do ABC, seu último compromisso na fase de classificação do Campeonato Paulista da Série A-1. A intenção é de conseguir uma milagrosa vitória fora de casa e ainda poder enfrentar o São Caetano já sem chances de classificação, na última rodada. Assim, a missão de permanecer na primeira divisão ficaria bem mais amena. O time de São Caetano do Sul ainda tem chances matemáticas de classificação, mas uma derrota para o Santos nesta rodada, tiraria a equipe completamente do páreo. "Vamos ficar concentrado no jogo contra a Ponte, mas o desejo é que o Santos vença o São Caetano", comentou o veterano Alberto. "Temos de fazer a nossa parte, primeiro", completou. O técnico Roberval Davino praticamente definiu o time que vai enfrentar a líder do Campeonato Paulista. Apesar dos cinco desfalques por suspensão, já que o zagueiro Ronaldo Alves, os meio-campistas Claudinho, Alberto e Aguinaldo Xavier, e o atacante Maur o receberam o segundo cartão amarelo, o treinador já sabe que time colocar em campo para surpreender a Ponte. Na defesa, Válder está definido, assim também como Eduardo no meio-de-campo e Jonhson no ataque. Até a provável escalação para este confronto está pronta: Marcos; Emerson, Válder e Leandro; Marquinhos, Henrique, Eduardo, Alberto e Adriano Ramos; Luiz Gustavo e Jonhson. A diretoria recorreu da multa de R$ 50 mil imposta pela Federação Paulista de Futebol depois da invasão e campo na partida contra o São Paulo, realizada no sábado passado, no estádio Antonio Lins Guimarães Ribeiro. Os dirigentes também estão cobrando o Guarani pela venda do atacante Renato. O jogador foi negociado com o clube de Campinas depois da disputa do Campeonato Paulista do ano passado, mas o Barbarense ainda não recebeu o total de R$ 75 mil referentes à negociação. Das cinco parcelas de R$ 15 mil combinadas com os dirigentes do Guarani, apenas uma foi paga até agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.