Staff Images/Flamengo
Staff Images/Flamengo

Barbieri admite que erros do Fla no início foram decisivos para derrota

Técnico também atribuiu parte da culpa ao gramado sintético e disse que time precisa ir se ajustando no decorrer da competição

Estadão Conteúdo

19 Agosto 2018 | 14h24

O técnico do Flamengo, Maurício Barbieri, atribuiu a derrota para o Atlético-PR por 3 a 0, na manhã deste domingo, na Arena da Baixada, à falta de equilíbrio da sua equipe nos primeiros 20 minutos de jogo, quando o time carioca sofreu os três gols do adversário. "Foi um resultado ruim decretado por um início desastroso". Com este jogo, o Flamengo encerrou sua participação no primeiro turno do Brasileirão, com 37 pontos, em terceiro lugar.

"Nosso time cometeu erros cruciais. Sofremos os gols bem rápidos e, depois, o adversário soube muito bem administrar a vantagem", explicou Barbieri, que elogiou o seu time após este momento de apagão.

Ao mesmo tempo em que ele reconheceu os méritos do Atlético-PR, o técnico apresentou números para mostrar a recuperação de seu time durante o jogo. Falou em vantagem na posse de bola - 70% a 30% - e também sobre o número de passes, que ficou entre 70 para os atleticanos e mais de 200 para os flamenguistas.

"Não quero apresentar isso como desculpa, mas mostra a nossa reação. Nós sabíamos que iríamos enfrentar um Atlético diferente, que voltou muito bem após a parada da Copa do Mundo", comentou.

Barbieri defendeu Lucas Paquetá que desta vez atuou mais pelo lado esquerdo, com Willian Arão pelo lado direito. No intervalo ele tirou Arão para tentar buscar os gols e reverter a vantagem. "Equilibramos o jogo após os gols e no segundo tempo tivemos o domínio total, só permitindo os contra-ataques ao Atlético. Criamos várias chances para marcar e o Santos (goleiro) fez boas defesas", completou.

O técnico não quis justificar a derrota pela ausência de alguns titulares, como o meia Diego, mas admitiu que o time precisa ir se ajustando no decorrer da competição, onde o objetivo principal é buscar o título.

"Todo jogador titular faz falta, mas é normal este tipo de ausência e o grupo precisa suprir. Nós terminamos o primeiro turno entre os primeiros colocados, mas sabemos que o importante é fechar o campeonato em primeiro lugar. Mesmo quando ganhamos a gente faz ajuste no time e na derrota também faremos. Isso é natural", afirmou.

Esta semana o Flamengo vai se concentrar apenas no Campeonato Brasileiro, com dois jogos. Na quinta-feira vai receber o Vitória no Maracanã, às 19h30, na abertura do returno, e depois vai sair diante do América Mineiro, no domingo (dia 26), às 16 horas, no Independência.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.