Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Barbieri aprova Fla e diz que saída de Vitinho foi 'opção tática necessária'

Atacante entrou em campo somente no intervalo, no lugar de Matheus Sávio, e saiu no decorrer do segundo tempo

Estadão Conteúdo

23 Setembro 2018 | 19h54

Depois de uma semana tensa, o técnico Maurício Barbieri demonstrava bem mais tranquilidade na coletiva após a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, no Maracanã, neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para ele, o mais importante foi a vitória porque dá confiança de que o Flamengo vai melhorar na sequência da competição.

"Fizemos um bom jogo e consistente, onde o mais importante foi a vitória que nos deixa na cola dos líderes", resumiu Barbieri. O Flamengo chegou aos 48 pontos, bem perto dos líderes. O São Paulo soma 51 e o Internacional, 50.

Barbieri justificou as mudanças feitas ao longo da partida. A que mais chamou a atenção foi a saída de Vitinho, que entrou em campo somente no intervalo, no lugar de Matheus Sávio, e saiu no decorrer do segundo tempo. Piris entrou em seu lugar. "Foi uma questão tática, porque nós precisávamos de mais velocidade. Mas não foi recado para ninguém, mesmo porque todos aqui têm o mesmo objetivo. Eu entendo as críticas, mas preciso fazer o que é melhor para o time", justificou.

O técnico reafirmou que nos treinos da semana fez alguns ajustes e aproveitou alguns jogadores que não vinham tendo chances, como o lateral peruano Trauco, que deu assistências nos dois gols. "É um grande jogador, de seleção, de Copa, mas que não vinha tendo muitas oportunidades. Nem por isso, tinha deixado de trabalhar com afinco. Ele teve uma grande atuação e acho que isso foi importante para ele e para a equipe", analisou, dando entender que agora é o novo titular.

Ele aprovou também a postura de Willian Arão, que reforçou a marcação, dando mais liberdade para Lucas Paquetá. Para o jogo contra o Corinthians, pela semifinal da Copa do Brasil, na quarta-feira, o técnico terá a volta do meia Diego, que cumpriu suspensão automática.

"Vamos ter outra semana decisiva. Acho que a semana de trabalho foi toda, embora queira ressaltar que não foi ainda a semana toda, porque no começo precisamos recuperar alguns jogadores. Mas já deu para fazer alguns ajustes, testar algumas alternativas e evoluir de uma forma geral", completou.

SOLIDÁRIOS

Personagens do Flamengo ao marcar os gols na vitória sobre o Atlético-MG, Willian Arão e Lucas Paquetá se solidarizaram com os companheiros Matheus Sávio e Vitinho, substituídos precocemente, mas ressaltaram que o importante foi a vitória que deixou o time bem na tabela.

"A substituição foi atípica, mas temos que seguir o comando do nosso técnico. Sempre vai jogar quem for melhor para o time naquele momento. No nosso contrato não diz que vamos ser titular ou reserva, mas precisamos sempre buscar o melhor para o clube", disse Arão.

Lucas Paquetá, formado na base do clube com Matheus Sávio, também elogiou o futebol do companheiro, substituído no intervalo. "Com certeza foi uma opção tática, mas ele jogou bem e está conosco para levar o Flamengo sempre na disputa de títulos. Vamos brigar pelo título Brasileiro e pela Copa do Brasil, então precisamos contar com todos os jogadores do elenco".

Pelo Brasileirão, o Flamengo volta a campo no próximo sábado. O time carioca vai enfrentar o Bahia, na Fonte Nova, pela 27ª rodada, sem o atacante Henrique Dourado, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.