Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Barbieri diz que Henrique Dourado 'nunca foi quarta opção' no Flamengo

Treinador faz elogios ao atacante, que deve ser titular contra o Grêmio, pela Copa do Brasil

Estadão Conteúdo

14 Agosto 2018 | 16h50

O técnico Maurício Barbieri exaltou a participação de Henrique Dourado no elenco do Flamengo e indicou que o centroavante deve ser o titular da posição nesta quarta-feira, quando a equipe carioca vai enfrentar o Grêmio, no Maracanã, no Rio. O duelo será válido pela partida de volta das quartas de final da Copa do Brasil, após empate por 1 a 1 há duas semanas, em Porto Alegre.

"Ele nunca foi a nossa quarta opção. A gente vem fazendo escolhas devido ao adversário. O Lincoln entrou e deu resposta, já o Uribe é complicado avaliar porque são poucas partidas até agora. Volto a frisar, o Dourado fez um ótimo jogo contra o Cruzeiro e um gol importantíssimo. Ele é, sem dúvida um jogador que contamos para esse jogo, assim como Uribe e Lincoln, para nos ajudarem a conseguir essa vitória importantíssima", disse o treinador em coletiva de imprensa nesta terça-feira.

Apesar do discurso de Barbieri, Dourado foi titular do Flamengo no último domingo, na vitória por 1 a 0 contra o Cruzeiro, pela primeira vez em dois meses. O jogador marcou o gol da vitória, o quarto dele em 13 partidas pelo Brasileirão, em partida válida pela 18ª rodada do torneio. O centroavante vinha sendo preterido por Paolo Guerrero, que acertou com o Internacional, e por Uribe, que se recupera de lesão muscular e é dúvida para encarar o Grêmio.

Contra o time gaúcho, o Flamengo precisa de vitória simples para se classificar e qualquer empate leva a decisão da vaga para a disputa de pênaltis. Até a tarde desta terça-feira, 42 mil ingressos já haviam sido vendidos para o duelo.

"Espero que o estádio esteja lotado, porque quando nossa torcida atua em sinergia com a gente, dando apoio, nossa vantagem é grande. Nossa torcida tem demonstrado isso em quase todos os jogos. É importante frisar que a torcida ao nosso lado deixa o Flamengo mais forte e é isso que precisamos amanhã (quarta-feira). Jogamos contra uma equipe muito qualificada, a campeã da América. Sabemos do tamanho do desafio, mas contamos com o nosso torcedor", disse Barbieri.

Contra o Cruzeiro, porém, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, um gol cruzeirense, logo aos nove minutos do primeiro tempo, criou impaciência na torcida do Flamengo presente, que dirigiu vaias ao time no Maracanã, em especial para o volante Jean Lucas e o lateral-direito Rodinei. A equipe carioca perdeu a partida por 2 a 0.

"Dizer quanto o apoio pesa é difícil, mas sem dúvida é um fator importante, mas não definitivo. Atuar em casa, ao lado da nossa torcida, motiva e empurra a gente, mas sabemos a dificuldade que o jogo vai nos apresentar. Sem dúvida com a torcida ao nosso lado disputando todas as jogadas com a gente, sabemos que podemos ser mais fortes e sairmos vencedores desse duelo", concluiu o treinador.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Henrique Dourado Flamengo Copa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.