Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Barbieri exalta 'espírito de luta' do Flamengo em vitória contra o Botafogo

Rubro-negro venceu o rival por 2 a 0 no Maracaná na noite deste sábado pelo Campeonato Brasileiro

Estadão Conteúdo

22 de julho de 2018 | 10h14

O técnico Maurício Barbieri elogiou a garra do time do Flamengo na vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo, neste sábado, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Líder do torneio, com 30 pontos, a equipe comandada pelo treinador fez os dois gols da partida, com Matheus Sávio e Lucas Paquetá, logo aos cinco e sete minutos.

+ Com início arrasador, Flamengo vence o Botafogo e se garante no topo do Brasileirão

+ Confria a tabela do Campeonato Brasileiro

+ Veja mais notícias do Campeonato Brasileiro

"Fizemos os gols cedo, mas acho que, depois do segundo, o Botafogo mudou a postura. O jogo ficou aberto no primeiro tempo e isso os favorecia. Na etapa final, conseguimos ter mais a posse de bola, criamos mais jogadas, foi uma partida mais lúcida, mas não conseguimos marcar. Precisamos enaltecer o espírito de luta", disse Barbieri em coletiva de imprensa após o jogo. Para o técnico, o elenco que ele tem em mãos merece a confiança da torcida flamenguista.

"É uma equipe que batalha, tem muita intensidade. Por isso a torcida nos aplaudiu. Temos muitas coisas positivas e outras para ajustar no restante do campeonato. Os resultados são fundamentais. Muito tem se falado do mês de agosto pela sequência difícil, com Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores. Mas todas as equipes do Brasil gostariam de estar no nosso lugar. Não podemos esquecer dos nossos jogos de agora são contra adversários complicados", analisou Maurício.

Marcado por atuação ruim contra o San Lorenzo na Libertadores de 2017, em partida que resultou na eliminação da equipe carioca ainda na primeira fase do torneio, Matheus Sávio esteve emprestado ao Estoril, de Portugal, nos primeiros seis meses de 2018. Depois de seis jogos e um gol feito no Campeonato Português, o jogador sentiu que era hora de retornar.

"Eu quis voltar ao Flamengo e está sendo muito importante. Pude ajudar a equipe em uma partida decisiva como essa, um clássico. A gente vinha de uma derrota contra o São Paulo, na quarta-feira, quando jogamos bem, e hoje conseguimos conquistar a vitória. Devemos manter o trabalho e seguir fazendo o que apresentamos para manter a liderança", receitou o meia, que fez o gol dele após uma pedalada e um chute improvável, que encobriu o goleiro Jefferson

"Quando eu comecei a pedalar, eu estava de cabeça baixa. Eu levantei e vi que estava próximo ao gol, resolvi arriscar. O professor Barbieri me passa muita confiança. Até porque nos meus treinos eu venho me dedicando muito. Tive a oportunidade e tinha que estar pronto no momento, pude responder à altura", comentou o meia, descartando que foi um gol "sem querer".

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.