Barbieri não é mais treinador do Sertãozinho

Insatisfeita com o rendimento no Paulistão, diretoria decide pela mudança; Vágner Mancini pode chegar

Agência Estado,

21 de fevereiro de 2008 | 16h01

O técnico Luis Carlos Barbieri, em comum acordo com a diretoria do Sertãozinho, resolveu deixar o clube na manhã desta quinta-feira, um dia após a derrota, por 1 a 0, para o lanterna Rio Preto. "Como os resultados não vinham acontecendo, a diretoria não estava satisfeita e achou melhor a mudança", afirmou Antonio Carlos Pereira, o Tim-Tim, diretor de esportes. No comando do time do interior, Barbieri alcançou três vitórias - 2 a 0 no Mirassol, 3 a 0 no Juventus e 2 a 0 no Marília -, dois empates - 0 a 0 com o Corinthians e 1 a 1 com o Guarani - e sofreu cinco derrotas - 3 a 1 para o Palmeiras, 2 a 1 para o Rio Claro, 3 a 0 para o Barueri, 1 a 0 para o Ituano e 1 a 0 para o Rio Preto. Enquanto não acerta com um novo treinador, o auxiliar de Nenê Santana comanda a equipe de forma interina. Vágner Mancini, recém-demitido do Grêmio, e Ruy Scarpino, diretor de futebol do Rio Branco, surgem como os mais cotados para assumir o cargo. O Sertãozinho está na 13.ª colocação, com 11 pontos, e se prepara para encarar o Paulista, neste domingo, pela 11.ª rodada. A partir de agora o time se mira no objetivo de evitar o rebaixamento, o que já aconteceu na temporada passada.

Tudo o que sabemos sobre:
Paulistão A-1Sertãozinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.