Barça apresenta lateral como reforço e cobra 'resposta rápida' de Daniel Alves

O Barcelona apresentou oficialmente nesta segunda-feira o lateral-direito Aleix Vidal como mais novo reforço do time que acaba de se sagrar campeão europeu. O vice-presidente esportivo do clube, Jordi Mestre, anunciou que o jogador foi contratado junto ao Sevilla em um negócio "fechado por 18 milhões de euros fixos e mais quatro variáveis".

Estadão Conteúdo

08 de junho de 2015 | 11h50

E o atleta, que assinou por cinco temporadas, chega como possível sucessor de Daniel Alves, cuja permanência ou não no clube ainda é incerta. O brasileiro recebeu uma nova proposta de renovação de contrato, depois de ter chegado a dizer, no mês passado, que não atuaria mais pelo clube e que se sentiu desrespeitado com a oferta feita a ele para firmar um novo compromisso.

No último sábado, após ajudar o Barça a bater a Juventus por 3 a 1, em Berlim, Daniel Alves evitou dizer adeus ao clube, que agora cobra uma posição do brasileiro após nova proposta de renovação contratual.

"Se não quiséssemos que Alves continuasse, não teríamos feito uma oferta de renovação. Nossa oferta é muito boa e contamos com ele, mas essa é a última e ele tem a última palavra. A decisão quem tem de tomar é ele e tem de tomar rápido", afirmou Jordi Mestre, durante a entrevista coletiva que serviu para apresentar Aleix Vidal.

Daniel Alves, por sinal, foi citado pelo novo reforço do Barça nesta segunda como "um dos melhores laterais-direitos do mundo, se não for o melhor". E não escondeu a felicidade por poder retornar ao clube onde atuou nas categorias de base, antes de passar por Real Madrid e depois se profissionalizar no Espanyol e passar por outros times de pequeno porte.

"Ser contratado pelo Barça é um sonho", ressaltou Vidal, que depois completou: "Depois do nascimento da minha filha, é o dia mais especial da minha vida". Campeão da Liga Europa pelo Sevilla nesta última temporada, o atleta de 25 anos também afirmou que "chega em pleno ciclo vencedor e isso sempre é melhor".

O reforço também minimizou o peso do fato de que talvez só possa jogar pelo Barcelona em janeiro, depois de o clube terminar de cumprir suspensão imposta pela Fifa. "Isso não é nenhum problema, nunca hesitei em vir ao Barça", enfatizou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonaAleix Vidal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.