Barça define contratação de Riquelme

A diretoria do Barcelona acertou a contratação do meia argentino Juan Román Riquelme, do Boca Juniors. O jogador foi comprado por cerca de US$ 11 milhões e irá assinar um contrato de cinco anos. O anúncio oficial do negócio será feito na manhã desta terça-feira, pelo presidente do clube espanhol, Joan Gaspart.Há pouco mais de um ano, quando houve a primeira tentativa do clube espanhol em contratar o craque argentino, o Boca pedia US$ 22 milhões pelo passe de seu camisa 10 ou a metade para vender 50% do passe. Não houve acordo, o tempo passou, a crise econômica argentina se agravou e agora o clube teve de concordar em vender seu principal jogador por US$ 11,5 milhões em duas parcelas - metade agora e metade daqui a um ano.A conclusão do negócio foi um alívio para Riquelme, que havia decidido não jogar mais na Argentina por causa da situação econômica do país. Em abril, o mais novo de seus 10 irmãos - Cristian, de 16 anos - passou 24 dias seqüestrado e só foi libertado depois de pagar o resgate, no valor de US$ 160 mil.Aos 23 anos, casado e pai de uma menina, Riquelme é o maior ídolo que a torcida do Boca Juniors teve desde Maradona. Com seus dribles indecifráveis e sua visão de jogo, conduziu o time a três títulos nacionais, ao bicampeonato da Copa Libertadores da América e ao Mundial Interclubes, ganho em Tóquio em cima do Real Madrid. Pela seleção, foi campeão mundial sub-20.Sua ausência na equipe que o técnico Marcelo Bielsa levou para a Copa do Mundo da Coréia do Sul e Japão provocou muita discussão na Argentina. Para o técnico Carlos Bianchi, que o dirigiu no Boca, "Riquelme é o melhor camisa 10 do mundo, um jogador cerebral e que dita o ritmo da equipe".Sua ida para o Barcelona foi avalizada por ninguém menos que Diego Maradona, que jogou no clube catalão entre 82 e 84. "Tenho certeza de que Riquelme vai colocar o público em pé no Camp Nou."A chegada de Riquelme pode contribuir para a saída de Rivaldo. O técnico holandês Louis van Gaal deve aproveitar o argentino na meia-esquerda e, a não ser que tire Kluivert ou Saviola do time para escalar Rivaldo como atacante, provavelmente pedirá para o brasileiro jogar aberto pelo lado esquerdo, uma função que não lhe agrada.Na primeira passagem de Van Gaal pelo clube, ele e Rivaldo tiveram vários desentendimentos por esse motivo. O brasileiro chegou a declarar que preferia ficar na reserva e disputar uma posição para jogar pelo meio do que ser titular como ponta-esquerda.O contrato de Rivaldo vence em junho de 2003. Se o Barça não vendê-lo agora, daqui a um ano o pentacampeão estará livre. Outra opção seria acertar já a renovação do contrato, mas isso Rivaldo não aceita. Ele diz que precisa "acertar muita coisa" com o clube e incumbiu seus representantes de conversar com os dirigentes enquanto descansa no Brasil. Sua reapresentação está marcada para o dia 22.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.