NILTON FUKUDA/ESTADÃO
NILTON FUKUDA/ESTADÃO

Barca do São Paulo: veja quem está emprestado e pode voltar em 2019

Apesar de ainda terem contrato com o clube, jogadores dificilmente serão aproveitados por André Jardine

O Estado de S. Paulo

30 de novembro de 2018 | 05h00

O São Paulo conta com uma leva de jogadores que passaram o ano emprestados a outras equipes e, em tese, estariam de volta ao Morumbi em 2019. Na prática, porém, nenhum deles deve ser aproveitado pelo técnico André Jardine. Vale lembrar que, do elenco atual, a maioria possui contrato, no mínimo, até o fim do ano que vem, o que reduz ainda mais eventuais brechas para quem está retornando pra casa.

No meio-campo ofensivo, posição na qual Jardine conta basicamente com Nenê para a armação das jogadas, é mais provável o clube contratar uma nova peça do que utilizar, por exemplo, Thomaz ou Jonatan Gómez, dois velhos conhecidos da torcida. O primeiro foi rebaixado com o Paysandu para a Série C. Tem contrato com o São Paulo até 2020, mas a tendência é que seja reemprestado, mesmo caso do argentino, atualmente no Al-Fayha, da Arábia Saudita.

Outro do setor ofensivo que poderia voltar, mas não agrada e deverá ser repassado a outra equipe é Maicosuel. Contratado em junho de 2017 do Atlético-MG, o jogador de 32 anos passou só nesta temporada por duas equipes: quase não foi aproveitado no Grêmio e acaba de ser rebaixado com o Paraná para a Segundona. O clube paranaense até gostaria de ficar com ele, mas o salário deve dificultar um novo acordo.

Morato, cedido ao Sport na negociação envolvendo a vinda de Everton Felipe, também tem vínculo com os pernambucanos até o fim deste ano. Antiga promessa da base, o atacante João Paulo, que disputou a Série B pelo Criciúma, está atrelado ao São Paulo apenas até o fim de janeiro de 2019 e não ficará no Morumbi.

Na defesa, o nome mais conhecido do torcedor é o do lateral-direito Auro, que passou a temporada no Toronto FC, do Canadá. O contrato dele com o clube brasileiro vai até setembro de 2019, mas é provável que os canadenses exerçam o direito de compra estipulado no acordo de empréstimo, que se encerra agora. Além disso, o São Paulo já tem acerto com outro lateral, Igor Vinícius, da Ponte Preta.

Para a zaga, é esperado o retorno de Rony, que quase não jogou pelo CSA-AL na campanha do acesso à Série A. O empréstimo dele termina no fim do ano. Quase um homônimo do defensor, o atacante Roni chegou a vestir a camisa de titular do São Bento na Série B. No caso dele, porém, o acordo com o São Paulo se encerra no fim deste ano, e o clube não deve fazer esforço para ficar com o atleta.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.