Alejandro Garcia/ EFE
Alejandro Garcia/ EFE

Barcelona e Chelsea duelam por 'última' vaga nas quartas da Liga dos Campeões

Equipes se enfrentam na capital da Catalunha, após empate por 1 a 1 em Londres

O Estado de S. Paulo

14 Março 2018 | 10h55

Barcelona e Chelsea, que empataram em Londres por 1 a 1, se enfrentarão novamente nesta quarta-feira, no estádio Camp Nou, em duelo que definirá, na prática, o último time classificado às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa.

+ Sevilla elimina United e volta às quartas da Liga após 60 anos

Simultaneamente ao jogo que será realizado na Espanha, Besiktas e Bayern de Munique entrarão em campo em Istambul, na Turquia. Na partida de ida, o campeão alemão goleou o adversário por 5 a 0, praticamente, carimbando passaporte para estar entre os oito melhores da competição continental.

No primeiro encontro na capital inglesa, o meia Willian, destaque individual da partida, abriu o placar, aos 17 minutos do segundo tempo. Aos 30, Lionel Messi conseguiu igualar o placar.

Com o resultado, o Barça entra em campo jogando pelo empate sem gols ou, claro, por qualquer vitória. O Chelsea, por sua vez, além de qualquer êxito sobre o rival, se beneficiará de qualquer empate com dois gols ou mais, em 2 a 2, 3 a 3, e assim por diante.

Caso haja repetição no placar em 1 a 1, haverá disputa de prorrogação, em que a regra do gol marcado fora de casa - nos 30 minutos adicionais -, segue valendo, se persistir a igualdade. Se a rede não balançar no período extra, o classificado será definido nos pênaltis.

Para o jogo desta quarta-feira, o meia espanhol Andrés Iniesta é a principal dúvida no Barcelona. O jogador está afastado da equipe há dez dias, devido a um problema muscular. Sem o veterano, Paulinho voltaria a ganhar oportunidade entre os titulares.

Outra interrogação é quanto à presença do atacante francês Ousmane Dembélé, que substituiu Messi - liberado para acompanhar o nascimento do terceiro filho, Ciro -, na vitória sobre o Málaga por 2 a 0, pelo Campeonato Espanhol. Caso o jovem, contratado junto ao Borussia Dortmund não atue, a vaga fica entre o português André Gomes e o espanhol Aleix Vidal.

No Chelsea, as notícias seguem girando em torno da situação do técnico italiano Antonio Conte, ameaçado de demissão pela campanha irregular no Campeonato Inglês. Recentemente, a saída do comandante antes mesmo do fim da temporada chegou a ser cogitada.

Neste sábado, o Chelsea voltou a vencer na competição nacional após duas derrotas, ao bater o Crystal Palace por 2 a 1, em mais uma grande atuação de Willian, que marcou um gol e participou do segundo, anotado pelo meia belga Eden Hazard.

O camisa 22 da equipe londrina é presença, praticamente, certa no setor ofensivo. Outro brasileiro do elenco, o zagueiro David Luiz, está contundido e está fora da lista de relacionados para o duelo no estádio Camp Nou, assim como o meia inglês Ross Barkley.

ESCALAÇÕES:

Barcelona - Ter Stegen; Sergi Roberto, Piqué, Umtiti e Alba; Busquets, Rakitic e Iniesta (ou Paulinho), Messi, Dembélé e Suárez. Técnico: Ernesto Valverde.

Chelsea - Courtois; Azpilicueta, Christensen e Rüdiger; Moses, Kanté, Fàbregas e Alonso; Willian, Hazard e Morata. Técnico: Antonio Conte.

Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia).

Estádio: Camp Nou, em Barcelona (Espanha).

Horário: 16h45.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.