Jon Super e Manu Fernandez/AP
Jon Super e Manu Fernandez/AP

Barça e Manchester United duelam pelo título da Europa

Duelo entre futebol bonito dos espanhóis e de resultados dos ingleses começa às 15h45 desta quarta

EFE

26 de maio de 2009 | 17h29

Barcelona e Manchester United, que encantaram a torcida com belo futebol ao longo da temporada, definem amanhã quem é o melhor da Europa na decisão da Liga dos Campeões, no Estádio Olímpico de Roma, às 15h45 de Brasília - com transmissão online do estadao.com.br e da rádio Eldorado/ESPN - AM 700 / FM 107,3.

O duelo coloca frente a frente o futebol bonito do Barcelona contra a eficiência de resultados do Manchester, que tenta o bicampeonato da Liga. Além disso, trata-se da 13.ª final europeia entre clubes de Inglaterra e Espanha. A vantagem é dos espanhóis, com sete triunfos.

Já a única decisão entre United e Barça aconteceu na extinta Recopa, em 1991. A partida disputada na cidade holandesa de Roterdã terminou com a vitória dos ingleses por 2 a 1. O galês Mark Hughes fez os dois gols do Manchester, enquanto Ronald Koeman fez o dos catalães.

 Veja também:
linkDecisão é tira-teima entre Messi e Cristiano Ronaldo

linkGuardiola quer que Barcelona mantenha bom futebol

linkFerguson nega retranca do ManUtd na final da Liga

linkBarcelona crê na presença de Henry e Iniesta

linkFerdinand afirma estar recuperado para final

linkGoleiro do Barça diz que está preparado para pênaltis

linkOlímpico de Roma recebe 4.ª final da Liga

linkPrefeito de Roma garante segurança para final

linkUefa pede cuidado com cambista na decisão

linkPremiê vai ao estádio torcer pelo Barcelona

linkPolícia frustra esquema fraudulento para decisão

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O clube inglês já era comandado pelo escocês Alex Ferguson, que chegou à sua primeira conquista continental. A decisão reedita o confronto da semifinal da última Liga. O United levou a melhor e seguiu sua caminhada rumo ao título.

Os dois finalistas da atual edição da Liga dos Campeões fizeram campanhas semelhantes no torneio e se classificaram sem problemas na fase de grupos.

Os comandados de Ferguson terminaram na liderança do grupo E, sem problemas. Na sequência, eliminou com autoridade Inter de Milão, Porto e Arsenal.

Já o time treinado por Guardiola precisou disputar a fase prévia em meio à polêmica sobre a liberação de Messi para a disputa dos Jogos Olímpicos de Pequim.

Apesar do início de temporada tumultuado, o Barça superou o Wisla Cracóvia, e avançou à fase de grupos. Os catalães venceram o grupo C tranquilamente. Já classificada, a equipe perdeu na última rodada para o Shakhtar Donetsk, que acabou conquistando a Copa da Uefa em 2009.

No mata-mata, o Barcelona não teve dificuldades para bater Lyon e Bayern de Munique. Difícil mesmo foi a semifinal contra o Chelsea. A vaga na decisão só veio com um gol de Andrés Iniesta nos acréscimos, em Stamford Bridge.

A segunda final europeia feita por Manchester e Barça vai marcar um tira-teima entre aqueles que são apontados como os dois melhores jogadores do mundo: o português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi.

A dupla foi finalista dos dois últimos prêmios de Melhor do Mundo da Fifa. Em 2007, o brasileiro Kaká recebeu a honraria. Já em 2008, o agraciado foi Cristiano, estrela do Manchester.

Messi, entretanto, vem de uma temporada impecável. O argentino sintetizou o estilo do Barça de Josep Guardiola, e fez uma série de golaços, tornando-se peça-chave na conquista do título antecipado do Campeonato Espanhol.

Apesar das atenções estarem centradas na dupla, os dois times possuem coadjuvantes com capacidade de decidir.

No United, invicto há 25 jogos na Liga, Ferguson aposta na solidez de sua dupla de zaga, formada por Rio Ferdinand e o sérvio Vidic. O inglês, entretanto, vem enfrentando problemas físicos e é dúvida. O meio tem o desfalque de Fletcher, suspenso, mas ainda é forte.

Carrick e o brasileiro Anderson vão atuar mais recuados, enquanto o experiente Ryan Giggs e o coreano Park ficarão mais próximos ao ataque. Cristiano Ronaldo e Rooney deverão ser os responsáveis pelos gols, e tentarão superar a desfalcada zaga catalã.

Guardiola, por sua vez, ainda não definiu quem escalará na defesa. O técnico não poderá contar com o zagueiro mexicano Rafael Marquez, lesionado, nem com os laterais Daniel Alves e Eric Abidal, suspensos.

Com isso, Carles Puyol jogará de lateral-direito, enquanto o miolo de zaga terá o marfinense Yayá Touré ao lado de Gérard Piqué. O brasileiro Sylvinho deve começar jogando na esquerda, já que Keita rejeitou ser improvisado na defesa.

O treinador do Barça ainda espera contar com dois jogadores fundamentais na temporada: Iniesta e o atacante francês Thierry Henry, que se recuperam de lesão.

Após vencer a Copa do Rei e o Espanhol, o time catalão está perto de conquistar a tríplice coroa, encerrando uma temporada perfeita.

Apenas quatro equipes conseguiram triunfar na Liga e em seus dois torneios nacionais na mesma temporada: Celtic (1967), Ajax (1972), PSV (1988) e o Manchester United (1999).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.