Barça promete dedicar título mundial ao atacante David Villa

O Barcelona prometeu dedicar o eventual título mundial de clubes ao atacante David Villa, que fraturou uma perna na semifinal do torneio, na quinta-feira.

ALASTAIR HIMMER, REUTERS

16 de dezembro de 2011 | 10h38

Sem dificuldades, o time catalão goleou o catariano Al Sadd por 4 x 0 em Yokohama, mas terá de jogar a final contra o Santos, no domingo, sem Villa, que sofreu fratura na tíbia ainda no primeiro tempo do jogo.

"Todos os jogadores se sentiram muito chateados por David depois do jogo", disse o técnico Pep Guardiola a jornalistas. "Eles estão muito mal. Eu disse a eles que isso pode acontecer com qualquer um a qualquer momento. David ficará fora por um longo período, e agora teremos de ganhar o Mundial de Clubes sem ele. Vai levar muito tempo para ele voltar desse tipo de fratura."

Os médicos estimam que a recuperação levará até cinco meses, e Villa irá desfalcar também a seleção espanhola nos preparativos para a Eurocopa-2012.

Guardiola se negou a falar de alterações táticas por causa da lesão de Villa, que deve voltar à Espanha para ser operado.

O Barcelona, que fez na sexta-feira um treino fechado à imprensa, disputa a final do Mundial no domingo contra o Santos, e pode conquistar o título pela segunda vez em três anos.

A maior esperança dos Santos para conquistar seu terceiro título está nos pés de Neymar, que recentemente desprezou ofertas milionárias de vários clubes europeus para continuar jogando no Brasil até a Copa de 2014.

Questionado sobre o craque santista, o zagueiro Carles Puyol, capitão do Barcelona, fez careta. "Vai ser muito difícil marcar Neymar. Ele tem muita velocidade, já é um grande jogador e tem um potencial fantástico para o futuro. Ele tem pés rápidos e faz coisas incríveis. Pode passar da direita para a esquerda ou da esquerda para a direita, então é muito imprevisível quando pega a bola."

Puyol salientou ainda que "todo mundo está falando de Neymar, mas o Santos tem muitos jogadores perigosos".

O meia Javier Mascherano, que também levou uma pancada no jogo contra o Al Sadd, prometeu que o Barça não irá subestimar o Peixe.

"O Santos tem um ótimo elenco, e eles têm jogadores de qualidade no ataque, como Neymar e Ganso. Eles têm experiência, e o treinador deles (Muricy Ramalho) é muito inteligente. Temos muito respeito por eles. No momento, porém, nos sentimos péssimos por David, e precisamos apoiá-lo."

Tudo o que sabemos sobre:
FUTBARCELONAVILLATITULO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.