Barça promete ser ofensivo contra Real no Camp Nou

O Barcelona pode até empatar por 0 a 0 com o Real Madrid em casa, nesta terça-feira, pela partida de volta da semifinal da Copa do Rei, mas ninguém no clube quer jogar pensando nesse resultado. O auxiliar Jordi Roura, que comanda a equipe enquanto Tito Vilanova se recupera de uma cirurgia para retirada de um câncer na garganta, prometeu escalar o time de maneira ofensiva.

AE, Agência Estado

25 de fevereiro de 2013 | 14h32

"Não vamos ficar pensando no resultado. Não sabemos fazer isso. Nosso estilo sempre é ofensivo. Vamos tentar sair para ganhar desde o início. O Real Madrid tem que marcar gols e é provável que venham buscar o resultado desde o primeiro momento. Em todo caso, estaremos preparados para qualquer situação", declarou.

Diante do maior rival do clube, Roura admitiu o respeito, mas garantiu que o time catalão não entrará com medo para a partida. "As partidas contra o Real Madrid sempre são complicadíssimas. É uma grande equipe, com grandes jogadores. Mas temos muita gana de ir a campo, competir e alcançar uma nova final. Vejo a equipe muito concentrada", garantiu.

Quem também garantiu um time ofensivo, sem se preocupar com a vantagem do empate por 0 a 0, foi o meia Cesc Fabregas. Ele seguiu as palavras de Jordi Roura e avaliou como "vital" marcar gols.

"É vital marcar gols, não sair e ver o que acontece. Nos últimos clássicos foi assim porque tínhamos um bom resultado na ida e estivemos perto de ser eliminado. O Real Madrid é muito perigoso e para passar temos que demonstrar o melhor futebol que temos", analisou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do ReiBarcelona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.