Barça tenta entender por que domínio não se converte em gols

Time espanhol empatou na terça-feira com o Glasgow Rangers, da Escócia, por 0 a 0 pela Liga dos Campeões

Simon Baskett, da Reuters,

24 de outubro de 2007 | 12h58

O Barcelona é abençoado com um dos mais temidos ataques do futebol europeu, mas ainda assim o time tenta entender por que não consegue transformar em gols o seu domínio dentro de campo, como ocorreu no 0 a 0 desta terça-feira contra o Glasgow Rangers. Apesar de ter em campo estrelas como Ronaldinho, Lionel Messi e Thierry Henry, além do ex-atacante do Chelsea Eidur Gudjohnsen, a equipe catalã não conseguiu superar o inspirado goleiro Allan McGregor e teve de se contentar com o empate sem gols. "Começamos bem e tocamos a bola para tentar minimizar a pressão que o Rangers estava fazendo sobre nós, mas não conseguimos marcar o gol, e por isso tivemos de lutar até o final", disse o técnico Frank Rijkaard a jornalistas. "Não foi um grande jogo da nossa parte, mas um empate na Liga dos Campeões não é um mau resultado." Com o empate, os dois times dividem a liderança do Grupo E, com sete pontos em três rodadas, com quatro pontos à frente do Olympique de Lyon. O atacante argentino Messi expressou a frustração dos jogadores por saírem da Escócia sem uma vitória. "Parece incrível", disse ele ao jornal catalão Sport. "O Rangers não queria jogar futebol, desde o primeiro momento jogaram o antifutebol, e estou frustrado por não termos ganhado, porque criamos um bom número de chances." "Simplesmente desperdiçamos as chances. É uma verdadeira vergonha, mas o empate não é um mau resultado. É realmente frustrante e difícil jogar contra um time assim, mas vai ser muito diferente quando eles vierem ao Camp Nou."

Tudo o que sabemos sobre:
Barcelona FCLiga dos Campeões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.