Alberto Estévez?EFE
Alberto Estévez?EFE

Barcelona abre memorial para fãs de Cruyff prestarem homenagens

Craque holandês faleceu na última quinta-feira

Estadão Conteúdo

26 de março de 2016 | 10h57

O Barcelona abriu neste sábado um memorial para que os fãs do holandês Johan Cruyff pudessem prestar suas últimas homenagens a um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, que morreu na quinta-feira após lutar contra um câncer no pulmão. O espaço para os tributos está localizado no estádio do clube catalão, o Camp Nou.

Os torcedores que forem ao local poderão assinar um livro de condolências colocado próximo a uma grande foto de Cruyff tirada justamente na entrada do estádio. A imagem está cercada por bandeiras da Catalunha e buquês de rosas.

O presidente do Barcelona, Josep Bartomeu, inaugurou o memorial na manhã deste sábado. Entre as palavras de exaltação ao holandês, o dirigente se referiu a ele como o "maestro" que "mudou nosso clube". Bartomeu ainda informou que o livro de condolências será entregue à família de Cruyff.

A inauguração do memorial contou também com a presença do presidente da região da Catalunha, Carles Puigdemont, e até do presidente do grande rival Real Madrid, Florentino Pérez.

O memorial ficará aberto a visitação até a próxima terça-feira, dia em que deverá receber os jogadores do Barcelona, uma vez que boa parte deles está a serviço de suas seleções nacionais durante esta data Fifa.

Ídolo do Barcelona, do Ajax e da seleção holandesa, Johan Cruyff morreu na última quinta-feira, aos 68 anos. O ex-jogador sempre foi considerado um defensor do futebol bonito e marcou época como grande líder da Holanda da década de 70, que ficou conhecida pelo apelido de "Laranja Mecânica", pelo seu estilo de jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.