Cesar Manso/AFP
Cesar Manso/AFP

Barcelona amarga segunda eliminação seguida na prorrogação, agora na Copa do Rei

Logo após dar adeus à Supercopa da Espanha para o Real Madrid, time catalão agora cai para o Athletic de Bilbao no tempo extra

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2022 | 22h10

A vida do técnico Xavi no Barcelona não anda nada fácil. Um jogo após ser eliminado da Supercopa da Espanha na prorrogação diante do arquirrival Real Madrid (3 a 2), o time catalão voltou a dar adeus a uma competição no tempo extra. Depois de buscar o 2 a 2 com o Athletic de Bilbao nos acréscimos, levou um gol nos 30 minutos adicionais e se despediu nas oitavas de final da Copa do Rei com novo 3 a 2 contra.

Muniain foi o herói do confronto no estádio San Mames, em Bilbao. O experiente meia-atacante de 29 anos abriu o marcador e definiu a vaga do Athletic ao deixar sua marca novamente na prorrogação.

Com o apoio da torcida, o time basco saiu logo ao ataque e tirou o zero do marcador com somente dois minutos. Seu camisa 10 marcou e foi para a galera. A festa foi interrompida quando Ferrán Torres anotou pela primeira vez com a camisa do Barcelona e empatou, aos 20 minutos.

Os catalães reagiram rápido, mas depois passaram a primeira etapa apenas se defendendo, com o Athletic o tempo todo rondando sua área e Nico dando enorme sufoco em Jordi Alba e Piqué com as jogadas individuais.

A tônica da segunda etapa permaneceu. Quando o 1 a 1 parecia definido no tempo normal, as equipes resolveram protagonizar um fim de jogo eletrizante. Martínez colocou os mandantes novamente em vantagem aos 41 minutos. O Barcelona partiu com tudo para evitar um novo vexame e após uma puxeta de Daniel Alves para dentro da área, Pedri fez 2 a 2, aos 47, e levou o jogo para o tempo extra.

O Barcelona tinha mais 30 minutos de bola rolando para buscar a virada. A prorrogação, contudo, foi de pesadelo para os catalães. Perderam Ansu Fati e Pedri machucados e ainda viram Jordi Alba cometer pênalti infantil ao tocar o braço na bola. Muniain bateu com categoria, deslocando Ter Stegen e deixando o Athletic pela terceira vez em vantagem no placar, desta vez definitiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.