Raul Caro/EFE
Raul Caro/EFE

Barcelona anuncia que não renovará o contrato de Lionel Messi

Segundo comunicado oficial, obstáculos econômicos e estruturais da La Liga, responsável por organizar o Campeonato Espanhol, impedem a renovação de contrato do argentino

Redação, O Estado de S.Paulo

05 de agosto de 2021 | 15h02

O Barcelona pegou todos de surpresa nesta quinta-feira e anunciou que Lionel Messi não seguirá no clube. Após ficar muito perto do acerto, o time catalão informou que "apesar de se ter chegado a um acordo com o jogador e, com a clara intenção de ambas as partes de assinarem hoje um novo contrato, este não pode ser formalizado devido a obstáculos econômicos e estruturais do regulamento da La Liga", explicou, em comunicado.

O texto divulgado pelo Barcelona diz que "as duas partes lamentam profundamente que finalmente não se possam cumprir os desejos tanto do jogador como do clube". Por fim, o clube agradeceu a contribuição do atleta para a valorização da instituição e deseja o melhor para a sua vida pessoal e profissional.

Nas últimas horas, jornais da Espanha noticiavam que a renovação estava próxima de ser oficializada, podendo acontecer dentro de 24 horas. No entanto, uma mudança repentina do craque argentino mudou toda a situação. Antes Messi parecia inclinado a reduzir salários e renovar por cinco temporadas com seu clube de formação, mas mudou de opinião.

Segundo o Marca, o presidente Joan Laporta e os capitães do clube estão cientes do desejo do jogador, que se mostra irredutível com a saída. Além disso, a publicação cita o fracasso da negociação entre o Barcelona e o argentino Christian Romero, da Atalanta, como um dos fatores decisivos para a não permanência de Messi.

A diretoria do clube catalão tentava reduzir sua folha salarial para renovar com o atacante e se manter no limite imposto pela La Liga. Para a próxima temporada, Agüero e Depay foram alguns dos que chegaram à equipe, enquanto Junior Firpo, Trincão e o brasileiro Matheus Fernandes entraram na lista dos que se despediram do Camp Nou.

Aos 34 anos, Messi deixa o clube onde chegou aos 12 como o maior da história. Em 17 temporadas, disputou 778 jogos, marcando 672 gols e conquistando mais de 30 títulos. Entre eles, estão quatro da Champions League, três Mundiais e dez Espanhóis. Desde a última temporada, se especulava o futuro do argentino. PSG e Manchester City foram citados como destinos possíveis do jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.