Barcelona TV
Barcelona TV

Barcelona diz que brasileira Andressa Alves foi alvo de racismo; rival nega

Jogadora da seleção brasileira acabou expulsa em partida contra o Rayo Vallecano

Redação, Estadão Conteúdo

11 de fevereiro de 2019 | 09h54

O técnico da equipe feminina do Barcelona, Luis Cortés, revelou que a brasileira Andressa Alves foi vítima de ofensas racistas e, por isso, reagiu de forma intempestiva e acabou sendo expulsa contra o Rayo Vallecano, no último domingo, pelo Campeonato Espanhol. Em comunicado, a equipe rival negou que a sua atleta, Sheila García, tenha cometido qualquer insulto.

"Andressa sofreu um insulto racista durante o jogo e isto é um tema muito grave que temos que tentar erradicar entre todos. Daí sua reação que não justifico", disse Luis Cortés em coletiva. "Ela é uma jogadora estrangeira que ouviu um insulto racista durante a partida. Isso é um tema muito grave, que temos todos que erradicar do futebol".

O lance polêmico aconteceu aos 29 minutos do segundo tempo. Pelas imagens de TV, é possível ver o momento que Andressa Alves, convocada regularmente para a seleção brasileira, parte para cima de Sheila García depois de um bate-boca.

Em nota, o Rayo Vallecano negou as acusações feitas. "Depois de falar com nossa jogadora Sheila García e com outros membros da equipe e analisar as imagens no incidente ocorrido durante o jogo, nós categoricamente negamos que em algum momento insultos racistas ou insultos foram ditos sobre a jogadora do FC Barcelona, Andressa Alves". O clube ainda reforça que o lance aconteceu perto da arbitragem, que não relatou qualquer ofensa na súmula da partida, vencida por 4 a 0 pela equipe catalã.

"Nas imagens do incidente, se observa perfeitamente como depois de uma ação fortuita em que Sheila toca a perna da jogadora adversária, esta responde imediatamente com uma reação violenta desproporcional. Essa ação se produz a aproximadamente um metro da arbitragem, que não escuta nada (visto que não houve) e por isso em nenhum momento indica na súmula da partida que se produzira insulto ou ofensa alguma contra Andressa Alves", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.