Barcelona é só festa pela conquista

O melhor jogador do mundo eleito pela Fifa em 2004 conquistou neste sábado, com um empate por 1 a 1 contra o Levante, o seu primeiro título espanhol. A equipe de Ronaldinho Gaúcho, que gritou e pulou muito após a conquista, foi favorecida pelo empate do Real Madrid contra o Sevilla e entrou em campo precisando apenas manter a igualdade no placar. O Barça levou seu 17.º título a duas rodadas do final, após seis anos sem levantar o troféu."É uma felicidade imensa. O mérito é de Frank Rijkaard, o treinador, e dos jogadores. Jogamos com muita personalidade e merecemos este título", disse Joan Laporta, presidente do Barcelona.Outro que mostrava muita felicidade era o técnico holandês. "Estou feliz pelos jogadores, pelo presidente e por todos aqueles que nos apoiaram de uma maneira formidável."Com gritos de "Campeones, campeones!", os jogadores não escondiam sua grande satisfação com a conquista e celebravam com muita champanhe. "Desde que cheguei aqui só vivi alegrias. Foi como sonhei porque fiz o gol que serviu para ser campeão", revelou Eto?o, herói do jogo, autor do gol de empate e artilheiro do campeonato com 24 gols. O luso-brasileiro Deco profetizou que esta não será a última conquista deste time. "É um grande momento. Foi uma Liga difícil, com um Real forte, mas nós todos merecemos vencer. É o primeiro título e não será o último."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.