Barcelona entra na briga por Ronaldo

O Barcelona juntou-se ao arqui-rival Real Madrid e ao Manchester United na corrida para contratar Ronaldo. O presidente da Inter, Massimo Moratti, continua garantindo que não negocia o atacante. Mas um dos empresários do Fenômeno, Alexandre Martins, sustenta que o jogador não quer mais ficar no clube. Ronaldo volta nesta segunda-feira à noite para a Itália, segundo outro de seus empresários, Reinaldo Pitta. Isso se não ocorrerem ?novidades? durante o dia. Se viajar, o artilheiro corre o risco de não ser bem recebido pelos torcedores da Inter, caso tenham se influenciado pela ?ira? da imprensa italiana, que até insinuou que ele está agindo como um ?traidor?.O interesse do Barcelona foi revelado neste domingo pelo presidente do clube, Joan Gaspart, ao jornal espanhol As. Gaspart disse ter informado aos empresários de Ronaldo que, se o jogador quiser retornar ao clube onde jogou entre 1996 e 1997, está disposto "a tirar dinheiro debaixo das pedras? para viabilizar o negócio.Só que o interesse do Barça parece não ter empolgado. Alexandre Martins já conversou com o diretor técnico do Real Madrid, Jorge Valdano, e neste domingo declarou ao jornal Marca que, "se Ronaldo não for para o Real, ficará na Inter. Não existe outra opção?.A declaração afastaria, também, a possibilidade de o artilheiro ir para o Manchester United, numa negociação que, comenta-se na Inglaterra, poderia ter a participação da Nike. A empresa patrocina o jogador e o clube inglês e a transferência seria interessante como estratégia de marketing.O Manchester informa, por meio de seu site na internet, que Ronaldo foi oferecido ao clube quinta-feira pelo empresário Reinaldo Pitta. O clube se disporia a pagar US$ 63 milhões para ter o Fenômeno. Oferta melhor do que a do Real, que chegaria ?apenas? a US$ 60 milhões. Ao jogador, o clube espanhol propõe pagar US$ 4 milhões por ano, mais prêmios e comissão por participação em campanhas publicitárias.Infelicidade - Martins reiterou neste domingo que Ronaldo não pretende cumprir seu contrato com a Inter, que termina apenas em 2006. "Ele não quer mais jogar na Inter e só continuará se for obrigado. Ele está infeliz há quatro anos no clube e não acredita que essa situação vá mudar.?O presidente da Inter, Massimo Moratti, no entanto, mantém sua posição de que Ronaldo é inegociável. "Seu empresário diz que ele quer jogar no Real Madrid. Mas, comigo, não falou uma só palavra. E se o Ronaldo não quer cumprir o seu contrato, tem de me dizer numa conversa cara a cara.?Para o dirigente, os problemas de Ronaldo com o técnico argentino Héctor Cúper, que vive demonstrando má vontade em aproveitá-lo é o principal motivo de o jogador não querer continuar na Inter, são "mínimos e superáveis?. Nesta segunda-feira, Moratti deve conversar com Martins, que está em Milão. Desse encontro podem surgir as ?novidades? que adiariam a viagem de Ronaldo para a Itália.Judas? - A imprensa italiana decidiu atacar Ronaldo. Critica o jogador por querer dar as costas ao clube que lhe apoiou nos anos de dificuldade. O site do La Gazzetta dello Sport, inclusive, colocou no ar uma pesquisa, perguntado se Ronaldo está traindo a Inter. O atacante foi alvo também do Sport, de Barcelona, que o chamou de ?Judas? num artigo em que usou termos pesados como ?mercenário? por, segundo o jornal, ser um jogador "cujo único interesse é econômico?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.