Manu Fernandez/AP - 31/08/2013
Manu Fernandez/AP - 31/08/2013

Barcelona escala Neymar e Messi para manter o 100% de aproveitamento

Time encara o Rayo Vallecano fora de casa com alguns titulares poupado

O Estado de S. Paulo

21 de setembro de 2013 | 07h30

BARCELONA - A cotação de Neymar no Barcelona cresce a cada partida. E neste sábado o brasileiro terá nova oportunidade para aperfeiçoar o seu entrosamento com Messi e, sobretudo, deixar a torcida empolgada. O Barça joga fora de casa, em Madri. Mas o adversário, o Rayo Vallecano, está na zona do rebaixamento e, em condições normais, é candidato a ser goleado.

Neymar e Messi foram confirmados no time titular no jogo que começa às 15 horas (de Brasília). Mas o técnico Gerardo Martino – que passou os últimos dias em Rosario, Argentina, por causa do funeral de seu pai e se encontra com a delegação neste sábado, no Aeroporto de Barajas –, poupará alguns jogadores.

O volante Busquets e o zagueiro Puyol nem sequer viajaram para a capital espanhola. E há a possibilidade de Fabregas ficar no banco. Nesse caso, Alexis Sanchez sairá jogando.

O outro jogo interessante de neste sábado pela 5.ª rodada do Espanhol será entre Valladolid e Atlético de Madrid. O time da capital está rigorosamente empatado com o Barcelona em primeiro lugar – ambos têm 4 vitórias, 14 gols a favor e 4 contra –, mas enfrentará um adversário que costuma endurecer para quem o visita.

Os brasileiros Miranda e Diego Costa estão escalados (Diego fará dupla ofensiva com David Villa), mas Leo Baptistão deverá ficar no banco.

Diego Simeone tem como principal preocupação, no momento, contar a euforia do time. “Não me seduz nem me emociona o momento que estamos passando, o campeonato é muito longo’’, disse o treinador argentino.

INGLÊS

Depois da surpreendente derrota sofrida em casa diante do Basel (1 a 2) durante a semana pela Liga dos Campeões, o Chelsea volta a sua casa, o Stamford Bridge, neste sábado para enfrentar o Fulham pelo Inglês obrigado a vencer.

O técnico português José Mourinho não confirmou o time e disse que não há crise no Chelsea que, na rodada anterior, perdeu por 1 a 0 para o Everton. Para ele, os maus resultados são consequência do fato de o time ainda estar se entrosando.

“Não gostei da forma como a equipe jogou nos últimos dois anos, por isso mudei’’, disse. “E, se puder escolher, prefiro começar mal (os campeonatos) e terminar bem.’’ Líder do Inglês com 10 pontos, o Liverpool recebe o Sunderland, mas não terá Phillipe Coutinho, que machucou o ombro, passou por cirurgia e não tem previsão de volta.

ALEMÃO

O Borussia Dortmund tenta neste sábado a sexta vitória em 6 jogos fora de casa, contra o Nuremberg. O Bayern de Munique (13 pontos) também viaja para fazer o clássico com o Schalke. Nesta sexta-feira, na abertura da rodada, o brasileiro Rafael marcou duas vezes na goleada (4 a 1) do Moënchengladbach sobre o Eintracht Braunschweig.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.