Manu Fernandez/AP
Manu Fernandez/AP

Barcelona goleia e volta a abrir boa vantagem

Vítima é o Racing - 4 a 0 - e time catalão fica provisoriamente com 5 pontos a mais na liderança

AE, Agência Estado

20 de fevereiro de 2010 | 19h21

O Barcelona se recuperou em grande estilo: a vítima neste sábado foi o Racing Santander, atropelado pela equipe catalã por 4 a 0, no Camp Nou, em partida válida pela 23.ª rodada do Campeonato Espanhol.

Com o bom resultado, o líder Barcelona chegou aos 58 pontos e voltou a abrir cinco de distância para o Real Madrid. Mas a equipe do brasileiro Kaká enfrenta o Villarreal em casa neste domingo e pode chegar aos 56. Já o Racing Santander permanece com 25 pontos, brigando por posições intermediárias.

Os jogadores do time catalão demonstraram estar mordidos após a derrota da semana passada, a primeira da equipe neste Campeonato Espanhol. Mesmo sem contar com o atacante Ibrahimovic, cortado pouco antes da partida com dores no tornozelo, o Barcelona começou arrasador.

Depois de criar algumas boas jogadas nos primeiros cinco minutos, o líder abriu o placar logo aos seis com Iniesta, aproveitando falha de Torrejón ao tentar cortar lançamento.

VEJA TAMBÉM:
\"lista\" ESPANHOL - Leia mais da competição
\"tabela\" ESPANHOL - Tabela / Classificação
O gol parece ter animado ainda mais o Barcelona, que seguiu pressionando e marcou mais duas vezes no primeiro tempo. Aos 28, Henry bateu falta, a barreira abriu e a bola entrou no canto direito. E seis minutos depois, novamente em cobrança de falta, Rafa Marquez fez o terceiro.

Com a partida liquidada, a equipe da casa só administrou na etapa final. Mas ainda assim, chegou ao quarto gol. A menos de dez minutos do fim, após boa jogada de Messi, o volante Thiago - filho do ex-jogador Mazinho - completou a goleada.

Ainda neste sábado, o Deportivo La Coruña derrotou em casa o lanterna Xerez por 2 a 1. Guardado e Riki fizeram os gols da equipe mandante com menos de dez minutos de jogo, enquanto Mario Bermejo descontou. Com o resultado, o La Coruña chegou aos 38 pontos e se manteve na luta por uma vaga na Liga dos Campeões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.