Enric Fontcuberta/ EFE
Enric Fontcuberta/ EFE

Barcelona informa que Agüero ficará afastado por ao menos 3 meses

Atacante argentino segue internado após detecção de arritmia cardíaca e espera mais exames para conhecer os tratamentos e a possibilidade de voltar a jogar futebol

Redação, O Estado de S.Paulo

01 de novembro de 2021 | 18h40

Sergio Agüero ficará pelo menos três meses afastado das atividades do futebol após a detecção de uma arritmia cardíaca. O Barcelona, clube em que atua o jogador argentino, confirmou a informação. O atacante foi levado para o hospital depois do empate com o Alavés pelo Campeonato Espanhol.

Ainda ingressado em um hospital da capital catalã, Agüero ainda não sabe se terá condições de voltar a jogar e espera a definição do tratamento para saber os próximos passos. No sábado, o atleta sentiu dores no peito e, por isso, foi substituído ainda no primeiro tempo do duelo no Camp Nou.

Neste segunda-feira, o irmão do jogador, Mauricio Del Castillo, e o técnico interino do Barcelona, Serji Barjuan, tentaram tranquilizar os fãs e torcedores da equipe catalã. Eles afirmaram que Aguero estava bem e agradecia os desejos de melhora e recuperação.

Pelas redes sociais, o jogador se manifestou e disse estar bem: "Estou bem e animado para enfrentar o processo de recuperação. Quero agradecer a todos por tantas mensagens de apoio e amor que hoje fortalecem o meu coração", publicou o argentino.

Problemas cardíacos têm chamado cada vez mais a atenção do mundo do futebol. Atletas passam por avaliações frequentes para que nada passe despercebido. O caso mais recente, envolvendo o jogador Christian Eriksen, durante o jogo entre Dinamarca e Finlândia pela Eurocopa, acendeu sinal de alerta nos clubes europeus e todos os exames foram retomados com perfil criterioso.

O Barcelona se prepara para entrar em campo nesta terça-feira, às 17h, pela Liga dos Campeões. Na Ucrânia, os catalães precisam vencer o Dínamo de Kiev para ultrapassar o Benfica no Grupo E e manter viva a esperança de avançar às oitavas de final.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.