Barcelona pega Celta torcendo por tropeços dos rivais

O Barcelona, que assumiu a liderança do Campeonato Espanhol após ficar no 1 a 1 com o Betis na última quarta-feira, começa o segundo turno enfrentando o Celta de Vigo em casa, pela 20.ª rodada, e torcendo por tropeços de Real Madrid e Sevilla, que estão um ponto atrás na tabela. Os catalães jogam em casa e têm tudo para fazer a torcida esquecer as recentes más atuações do time, pois o adversário ocupa apenas posição intermediária na tabela. Porém, não contarão com o lateral-esquerdo brasileiro Sylvinho, que, nesta sexta-feira, rompeu o músculo da perna direita e desfalcará o Barça por pelo menos um mês. Sevilla e Real Madrid viajam para enfrentar Levante e Villarreal, respectivamente. O time da capital espanhola sofre com a ausência de jogadores - são dez com problemas físicos, sem contar os afastamentos de Ronaldo e Beckham -, mas sai como favorito ante a má fase do Villarreal. A partida acontece no sábado. No domingo, quem não terá vida fácil será o Sevilla, pois o Levante precisa de pontos para não voltar à segunda divisão uma temporada na temporada seguinte a que subiu. ?Fisicamente estamos bem, eu, pelo menos, estou 100%. Na verdade não sei explicar nossos últimos tropeços, mas espero que isso acabe quando conseguirmos uma vitória domingo", falou o lateral-esquerdo brasileiro Adriano.Em jogo no sábado, o Atlético de Madri - que apresentou, na última quinta, o zagueiro Fabiano Eller (ex-Internacional) - abre a rodada recebendo o Racing Santander. O principal desafio será jogar bem em casa, algo que a equipe não fez até agora. O time, que está na quinta posição, pode melhorar ainda mais sua situação se os adversários da frente não forem bem. O Valencia, outro dos candidatos às vagas européias, parece ter superado a má fase - a única nota ruim foi o roubo do computador onde estavam armazenadas as informações sobre os pontos fracos do time. Com ou sem ele, o time é favorito na visita ao Betis, que vem melhorando desde que Luis Fernández assumiu. A onda de frio que assola a Espanha pode ameaçar a realização do jogo entre Zaragoza e Deportivo La Coruña e o clássico basco entre Real Sociedad e Athletic de Bilbao, que não vivem boa fase. O jogo entre os dois maiores rivais da região do País Basco chega em momento delicado, já que tanto Real Sociedad (penúltimo colocado) como Athletic (16.º) seguem em busca de pontos para subir na tabela. Completam a rodada os confrontos Getafe x Osasuna, Gimnàstic x Espanyol e Mallorca x Recreativo.Lesão de Beckham gera suspeitasA ausência do meio-campo inglês David Beckham do treino e da relação de jogadores do Real Madrid que enfrentará o Villarreal, justificada por uma tendinite no joelho esquerdo, gerou suspeitas.Quando Fabio Capello retifica seu comportamento com Beckham e reconhece publicamente que se precipitou ao dizer que ele não jogaria mais no Real Madrid pouco depois do anúncio de sua transferência ao Los Angeles Galaxy, o meio-campo inglês sofreu duas lesões consecutivas.Na semana passada, ele não foi para Mallorca por uma suposta sobrecarga do músculo quadríceps esquerdo, após treinar três dias no mesmo ritmo que seus companheiros. Nesta sexta, ele sofreu uma tendinite do tendão patelar do joelho esquerdo. Beckham deixou o centro de treinamento sem mostrar dor alguma e confirmando que não viajaria para Villarreal.Capello transferiu a responsabilidade ao departamento médico, e também apontou como ele pode voltar a jogar: "Ele não treinou hoje, e é de responsabilidade dos médicos. Para que ele possa voltar a ser relacionado, tem que treinar. Não posso convocar jogadores que não treinam. Tudo dependerá de sua condição física e mental. Ele precisa mostrar que está preparado para voltar a jogar", afirmou. Quando perguntado se seu anúncio de castigo a Beckham foi precipitado, Capello admitiu sua culpa. "Uma pessoa pode errar na vida muitas vezes. Eu disse aquilo de acordo com minha comissão técnica, marcando uma linha que decidimos seguir. Quando vemos que um jogador está em forma e concentrado, poderá voltar a ser relacionado, mas é preciso demonstrar em campo", explicou o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.