Barcelona perde e Real Madrid comemora

A 22ª rodada do Campeonato Espanhol não poderia ter sido melhor para o Real Madrid. No sábado, goleou o Espanyol por 4 a 0. E neste domingo foi ajudado pela derrota em casa do Barcelona para o Atlético de Madrid por 2 a 0. Essa combinação de resultados deixou o time de Vanderlei Luxemburgo a apenas quatro pontos de distância do líder (51 a 47).Quando o técnico brasileiro assumiu o comando do Real, o time estava em quarto lugar e a 13 pontos de distância do líder. Mas as seis vitórias conseguidas em seis jogos colocaram pressão no Barcelona, que nesse período perdeu pontos importantes.Na próxima rodada, os dois primeiros colocados jogarão fora de casa. O Barça enfrentará o Zaragoza no sábado e o Real terá pela frente o Osasuna.O jogo no Camp Nou foi um desastre para o Barcelona, que ainda não havia perdido em seu estádio na temporada. E a tragédia começou cedo. No primeiro minuto, Fernando Torres foi lançado pelo lado esquerdo, entrou livre na área e desviou do goleiro Valdés: 1 a 0. O gol mexeu com os nervos dos jogadores do Barça, que não conseguiam encontrar espaços para criar jogadas. A grande chance para mudar a sorte do jogo surgiu aos 26 minutos do segundo tempo, quando o árbitro marcou pênalti sobre num lance em que ele foi derrubado fora da área. Ronaldinho Gaúcho deslocou o goleiro, mas seu chute foi para fora.Daí para a frente, o desespero do Barça só aumentou. O técnico Frank Rijkaard promoveu a estréia do atacante argentino Maxi Lopez, mas ele pouco tocou na bola.E aos 47 minutos, num contra-ataque, o árbitro marcou pênalti inexistente de Valdés sobre Fernando Torres. O atacante cobrou e definiu o placar.O Betis conseguiu ontem sua sétima vitória seguida em seu estádio - 3 a 1 sobre o Osasuna - e subiu para o sexto lugar com 37 pontos. Se o campeonato tivesse terminado ontem, teria ficado com uma das vagas para a próxima edição da Copa da Uefa.Mais uma vez, os brasileiros foram determinantes para a vitória. O volante Marcos Assunção abriu o placar aos 10 minutos com um chute de fora da área que o goleiro aceitou e Ricardo Oliveira fechou o placar na segunda etapa, a 10 minutos do final, quando o Osasuna ameaçava conseguir o empate. Foi o 12º gol do ex-santista na competição.Denílson, que não joga há oito meses por causa de uma cirurgia no joelho esquerdo, ficou no banco ontem mas não foi aproveitado pelo técnico Lorenzo Serra Ferrer.A outra equipe de Sevilha também foi bem na rodada. Jogando fora de casa, o Sevilla ganhou do Levante por 3 a 0 e chegou ao quarto lugar com 38 pontos. O resultado reabilitou o time da goleada por 4 a 0 que havia sofrido em seu estádio diante do Barcelona na rodada anterior. Júlio Baptista fez o gol mais bonito da partida, numa cobrança de falta que entrou no ângulo.O Villarreal conseguiu sua quinta vitória seguida e alcançou o quinto lugar, com 37 pontos. O time ganhou por 2 a 1 do Racing Santander, com gols do atacante uruguaio Diego Forlán e do meia argentino Riquelme, de pênalti.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2005 | 20h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.