Erbs Jr/Divulgação
Erbs Jr/Divulgação

Barcelona poderá fazer pré-temporada no Brasil a partir de 2022

Patrocinador do clube catalão terá preferência e deseja organizar amistosos contra times brasileiros

Guilherme Amaro, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2019 | 04h30

O Barcelona poderá fazer pré-temporada no Brasil a partir de 2022. Pelo menos é esse o desejo do BMG, que firmou parceria para representar o clube catalão na América Latina pelos próximos três anos. A ideia é trazer o Barcelona para disputar amistosos contra outros times que têm parceria com o banco. Hoje, Corinthians, Atlético-MG, Vasco e Coimbra são patrocinados pelo BMG.

O projeto, porém, depende de datas disponíveis no calendário do Barcelona. Até 2021, o clube tem contrato para realizar sua pré-temporada na Ásia. A partir de 2022, o BMG terá preferência para trazer o time catalão ao Brasil. A ideia é vista como positiva pela diretoria do Barcelona, que deseja intensificar as ações para atrair público brasileiro.

Durante a apresentação da parceria entre o clube e o banco, em um restaurante em São Paulo, o vice-presidente de negócios do BMG, Márcio Alaor, mostrou entusiasmo com a possibilidade de organizar a pré-temporada do Barcelona com amistosos diante de outros times brasileiros. O banco planeja outras ações que ainda não foram definidas.

"Acho que seria um grande marco para o futebol brasileiro, e obviamente os clubes ficariam muito felizes. Imagina fazer uma pré-temporada com o Barcelona? Todo clube quer fazer. Já tratamos sobre isso com o Barcelona, não tem nada assinado, mas eles gostaram da ideia", afirmou Alaor.

O diretor do Barcelona nas Américas, Xavier O’Callaghan, admitiu a chance de o elenco azul grená fazer a pré-temporada no Brasil. No entanto, citou alguns motivos para ressaltar que não será fácil a ideia sair do papel.

"A possibilidade está prevista no contrato, mas o calendário da equipe principal do Barcelona é muito complicado, tem muito pouco tempo de descanso e os 'tours de verão' são muito restritos. A possibilidade existe, mas precisa ver as datas e o plano de viagem para o time. Não é certeza, porque dependerá também do que o clube vai decidir a cada ano", disse O’Callaghan.

Brasil é mercado estratégico

O Barcelona pretende ser ainda mais conhecido no Brasil. Xavier O’Callaghan disse que o clube não tem meta de crescimento no número de torcedores para os próximos anos. O objetivo a curto prazo é "estar mais presente" no Brasil e, consequentemente, atrair simpatizantes e valorizar sua marca.

"O Brasil é um mercado estratégico pelo número da população (209 milhões de pessoas) e pela 'cultura futebolística' que tem. Tudo que pudermos fazer no Brasil será positivo. Estaremos felizes por deixar a marca do Barcelona mais presente", afirmou o diretor do clube catalão.

O’Callaghan ainda destacou outros locais onde o Barcelona busca se firmar para conquistar público estrangeiro. "A Ásia é um local emergente no futebol. Os Estados Unidos são outro mercado muito importante".

De acordo com dados do Ibope Repucom de 2017, 72% dos jovens brasileiros torcem para um time da Europa. Os mais lembrados foram Barcelona, Real Madrid, Paris Saint-Germain e Chelsea.  O número de brasileiros que torcem para clubes estrangeiros vem crescendo ano a ano: em 2015, por exemplo, era de 69%; em 2013, de 64%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.