Barcelona prevê grandes jogos entre 'os dois melhores times do continente'

Clube catalão aposta que partida contra o Bayern será a melhor da Copa dos Campeões

AE-AP, Agência Estado

12 de abril de 2013 | 10h48

Barcelona e Bayern de Munique farão um dos confrontos mais esperados dos últimos tempos nas semifinais da Copa dos Campeões da Europa desse ano. O duelo colocará frente a frente o time espanhol, já considerado um dos melhores da história, e os alemães, que aparecem como principais candidatos a acabar com a hegemonia catalã.

O confronto é aguardado inclusive por quem faz parte de ambos os clubes, como o diretor do Barcelona, Amador Bernabéu. "Está é a melhor partida possível nesta competição", declarou, apontando o time catalão e o Bayern como as duas principais equipes do continentes. "Será difícil para nós e para eles."

O Barcelona chega à semifinais depois de ter sofrido para eliminar o Paris Saint-Germain, com empates por 2 a 2, na França, e 1 a 1, na Espanha. Já o Bayern não teve dificuldades para passar pela Juventus, líder disparada do Campeonato Italiano, com duas vitórias por 2 a 0. Por isso, no clube catalão ninguém esconde que espera muita dificuldade para chegar à final.

"Veremos muito futebol nesta semifinal. Haverá grandes jogadores, grandes treinadores e grandes torcidas, tudo em grandes doses. Quando analiso o clube, o elenco e a história do Bayern, vejo que é um grande clube, mas quando vejo o nosso, também penso assim. Será um desafio para nós", comentou o diretor esportivo do Barça, Andoni Zubizarreta.

Para passar pelo Bayern, Zubizarreta sabe que o Barcelona precisará de força máxima, o que tem sido complicado para uma equipe que sofre com lesões. Nomes como Mascherano, Puyol, Adriano e, principalmente, Messi não estão no melhor de suas condições físicas. Recuperar totalmente o argentino, que ainda não está 100% fisicamente após sofrer uma contusão muscular na perna direita, é uma das prioridades no clube.

"Ter todos os jogadores em boas condições é mais um desejo do que um objetivo, o elenco é amplo e devermos utilizá-lo. Quem dera pudéssemos recuperar todos", comentou o dirigente, admitindo que o técnico Tito Vilanova deve seguir quebrando a cabeça para escalar sua equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.