Barcelona quer saída de Ronaldinho, dizem jornais espanhóis

Ele é acusado por jornal de sair todas as noites e diretores do time deverão negocía-lo no fim da temporada

Anelise Infante, BBC Brasil

26 de março de 2008 | 10h10

A relação de Ronaldinho Gaúcho com o Barcelona pode estar chegando ao fim. Segundo a imprensa espanhola, depois de quase duas temporadas de conflito entre clube e jogador, o clube espanhol já teria decidido desfazer-se do craque o mais rápido o possível. Veja também: Presidente do Barcelona nega atrito com RonaldinhoO jornal esportivo Marca mostra na capa da edição desta quarta-feira uma foto de Ronaldinho flagrado na rua durante a noite com o título "Todas as noites na gandaia". Avisa ainda que os dirigentes se reuniram na terça-feira para decidir o futuro do brasileiro. Segundo o jornal madrilenho, a decisão já estaria tomada e Ronaldinho será vendido ao final da temporada porque o clube não tolera mais a intensa vida noturna do craque. Para o Marca, o jogador gaúcho é "irrecuperável" e o Barça "não o vê com vontade, nem com forças para lutar para ser o de antes". CHANCES MENORESO jornal catalão Sport também traz na edição desta quarta-feira os resultados da última reunião do Barcelona. Menos agressivo do que o Marca, o Sport avisa que as chances de Ronaldinho cumprir o contrato até o final (termina em 2010) são cada vez menores e que o clube decidiu que ou o craque brasileiro muda seu comportamento de maneira radical já ou terá que sair. O jornal catalão diz que os dirigentes já perderam a paciência com Ronaldinho por causa das saídas noturnas e "que a estrela dele foi se apagando até tornar-se uma sombra do que foi". Também que o "peso do jogador no time é praticamente nulo". A maior prova dessa falta de influência do ex–número um do mundo e ex–ídolo da torcida é a recente ausência do jogador em treinamentos e jogos do Barcelona. Os problemas entre Ronaldinho e o clube que defende desde 2003 começaram depois da Copa do Mundo de 2006, disputada na Alemanha.O jogador passou a ser filmado e fotografado pela imprensa espanhola em discotecas na cidade balneária de Sitges, onde mora, a 20 quilômetros de Barcelona (onde vivia Romário quando atuava no clube). Além de ser figurinha fácil em programas e revistas de fofoca do país por essa vida noturna, o período coincidiu com uma queda de rendimento do Barcelona, que acabou perdendo o campeonato nacional do ano passado para o Real Madrid. ACUSAÇÕES VELADASOs desencontros continuaram com acusações veladas de outros jogadores. Primeiro foi o zagueiro brasileiro Edmilson que disse em entrevista coletiva que no time havia uma ovelha negra, sem citar o nome de ninguém. Mas na Espanha a declaração foi considerada um ataque a Ronaldinho. Depois foi o africano Eto'o, que respondeu a uma crítica feita pelo atacante gaúcho - que o tinha acusado de não correr para o time. Eto'o respondeu dizendo que Ronaldinho deveria ser o primeiro a dar um bom exemplo. Recentemente, Ronaldinho tem sido criticado por chegar tarde a treinos e por se dizer contundido sem comprovação. Há 15 dias, o jogador brasileiro não quis jogar duas partidas alegando sentir dores musculares. O clube divulgou laudos médicos afirmando que nenhuma lesão havia sido detectada. Na semana passada Ronaldinho disse estar recuperado e pediu para jogar, mas o técnico, Frank Rijkaard, nem sequer o colocou na lista de convocados. Nesse ambiente ruim, Ronaldinho tem aparecido triste e sério. Não respondeu a nenhuma acusação e, em Barcelona, já surgiu o rumor de que estaria sendo negociado com a Inter de Milão. Pelo atual contrato com o Barça, Ronaldinho ganha nove milhões de euros por temporada (cerca de R$ 24,5 milhões) e a cláusula de rescisão é de 125 milhões de euros (quase R$ 341 milhões).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.