Juan Medina/Reuters
Juan Medina/Reuters

Barcelona, Real e Juventus criticam pressão de Uefa e Fifa contra Superliga

Os três são os únicos clubes dentre os fundadores que mantêm a ideia da competição europeia

Redação, Estadão Conteúdo

08 de maio de 2021 | 14h14

Real Madrid, Barcelona e Juventus, os únicos clubes que mantêm a ideia da Superliga Europeia após a Uefa reintegrar outros nove times que desistiram da empreitada, reafirmaram em comunicado conjunto, neste sábado, que vão lutar pelo torneio independente. Nesse sentido, o trio europeu criticou a Uefa e a Fifa por "pressões, ameaças e ofensas inaceitáveis" para abandonar a Superliga e lamentou que os outros nove clubes fundadores da competição tenham se desviado do propósito que os levou a criar o projeto.

"Os clubes fundadores sofreram e continuam a sofrer pressões, ameaças e ofensas inaceitáveis de terceiros para abandonar o projeto e, portanto, desistem de seu direito e dever de fornecer soluções para o ecossistema do futebol por meio de propostas concretas e diálogo construtivo", disseram em comunicado conjunto Real Madrid, Barcelona e Juventus.

Os clubes remanescentes da Superliga, em duras palavras, também direcionaram seus questionamentos aos ex-times parceiros, que, nesta sexta-feira, anunciaram sua saída definitiva da criação do torneio independente em um novo acordo com a Uefa.

"Lamentamos ver que os nossos amigos e parceiros fundadores do projeto da Superliga se encontram agora numa posição tão inconsistente e contraditória quando assinaram ontem uma série de compromissos com a UEFA", afirmaram na nota.

Por fim, ainda de acordo com o comunicado, Real Madrid, Barcelona e Juventus reiteraram que pretendem discutir com as autoridades do futebol mundial uma forma de viabilizar o torneio, que fica cada vez mais distante de ter sucesso e, de fato, ser realizado em algum momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.