Barcelonistas querem que Neymar se inspire em Romário no superclássico

Jornal Marca lembra a brilhante estreia do 'baixinho' contra o Real Madrid, em 1994

O Estado de S. Paulo

24 de outubro de 2013 | 16h02

SÃO PAULO - Neymar disse esta semana em entrevista à TV Barça que considera o clássico o mais importante dos jogos, mas que, apesar disso, a expectativa para o confronto contra o Real Madrid, neste sábado, pelo Campeonato Espanhol, é a mesma de outras partidas. A ansiedade que o craque assegura não ter não se reflete na imprensa espanhola, que vem inflamando o superclássico espanhol há vários dias.

Nesta quinta-feira, o Marca publica matéria em que relembra a estreia de brasileiros no clássico entre Barcelona e Real Madrid. E, baseado no histórico, crava logo no título: "Romário, o espelho de Neymar", em referência ao primeiro jogo do ex-atacante contra o Real Madrid, em que marcou três gols e deu uma assistência. "O Baixinho tinha uma aceleração explosiva em espaços apertados e uma técnica única. Em seu primeiro clássico, ajudou o Barça a obter o 5 a 0 de janeiro de 1994, e será lembrado por um drible que deixou Alkorta sentado e que foi apelidado de 'rabo de vaca'", conta o jornal.

O Marca lembra ainda que o meia Rivaldo também marcou no clássico disputado em novembro de 1997, seu primeiro com a camisa do Barcelona. O jogo foi disputado no Santiago Bernabéu e terminou com vitória dos catalães por 3 a 2. Já quando Ronaldinho Gaúcho debutou contra o Real, em 25 de abril de 2004, o Barça também venceu fora de casa, mas naquela oportunidade o jogador não marcou. A única estreia de um brasileiro pelo Barcelona num superclássico que terminou com vitória merengue aconteceu em fevereiro de 2007. Mesmo em grande fase, Ronaldo passou em branco e o Real Madrid saiu do Bernabéu com vitória por 2 a 0.

A partir de sábado, a história do mais importante confronto do futebol espanhol registrará a presença de Neymar pela primeira vez. "Será seu primeiro Barcelona x Real Madrid e quase todos os olhos estarão voltados para ele. Dividirá protagonismo com Messi, que tem se dado muito bem jogando contra o grande rival merengue", diz o texto do Marca. É esperar para ver.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.