Barcos culpa situação financeira do Grêmio por ida para a China

Atacante garante que queria ficar, mas disse que a proposta do futebol chinês também foi importante para o clube gaúcho

ESTADÃO CONTEÚDO

03 de fevereiro de 2015 | 14h33

Como já era esperado, o atacante Barcos anunciou, nesta terça-feira, em Porto Alegre, que está de saída do Grêmio. O argentino alegou que o negócio era importante para o clube gaúcho, que precisa fazer cortes na sua folha salarial, e comunicou que vai se transferir para o Changchun Yatai, da China.

"Falei com o presidente sobre a minha renovação e a ideia era renovar. Mas surgiu uma oferta importante para o Grêmio e para mim'', explicou Barcos. "O presidente quer manter o Grêmio no lugar que merece e isso inclui cortar a folha (salarial) e muitas outras coisas. Eu entendi a mensagem do Grêmio, a situação financeira do clube, a necessidade de dinheiro que o clube tem hoje.''

O atacante não aceitou conceder entrevista coletiva, mas fez um pronunciamento diante da imprensa. Barcos garantiu que, por ele, continuaria no Grêmio, citando inclusive a possibilidade de se aposentar no clube gaúcho. "A gente não queria, porque o desejo era ficar, por isso também foi difícil nossa decisão. Só tenho palavras de agradecimento. Se o Grêmio estivesse em uma situação normal, eu assinaria um contrato para me aposentar no Grêmio. Mas a realidade é outra", ponderou, antes de avisar: "Com certeza é um até logo, não é o tchau."

Barcos despediu-se dizendo ser um torcedor do Grêmio e disse entender a angústia dos gremistas. ''Me coloquei na pele de cada um deles, de cada um de vocês, torcedores. Faz tempo que o Grêmio não ganha algo importante. Entendo o sofrimento, sofro junto. Vou estar torcendo pelo Grêmio, para que ele volte a ser o que ele é realmente.'' 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolGrêmioCampeonato Gaúcho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.