Márcio Fernandes/AE
Márcio Fernandes/AE

Baresi vê time desequilibrado, mas ainda confia em vaga

'Precisamos primeiro equilibrar o nosso time para a gente poder reagir novamente na competição', avaliou

AE, Agência Estado

30 de setembro de 2010 | 00h48

O São Paulo novamente não teve uma boa atuação nesta quarta-feira, e o técnico Sérgio Baresi estava ciente disto após a derrota por 4 a 2 para o Grêmio, sofrida no Olímpico, em Porto Alegre. Vindo do revés em casa para Goiás, por 3 a 0, o time são-paulino esteve desequilibrado na visão do treinador interino.

Veja também:

linkSão Paulo afirma que arbitragem atrapalhou reação

linkGrêmio vence e complica São Paulo na briga por vaga na Libertadores

Brasileirão - tabela Classificação / lista Resultados

blog BATE-PRONTO - São Paulo: fechado para balanço

"Precisamos primeiro equilibrar o nosso time para a gente poder reagir novamente na competição", comentou Baresi, que manteve Dagoberto no banco nesta quarta. No segundo tempo, quando a equipe já perdia por 2 a 1, o técnico substituiu Carleto por Cléber Santana, mas o volante acabou cometendo o pênalti do terceiro gol gremista.

Mesmo com a equipe sem jogar bem, Baresi segue acreditando na possibilidade de conquistar uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. "Nós temos um elenco de qualidade, vamos sair dessa situação", afirmou. "É nítido que nós temos condições de alcançar (a classificação à Libertadores)."

O técnico são-paulino também não se mostrou preocupado com o fato de o time jogar as suas próximas três partidas fora do Morumbi. Depois do jogo contra o Avaí, sábado, em Florianópolis, o São Paulo mandará o duelo diante do Vitória na Arena Barueri, já que o seu estádio receberá um show na mesma data.

"Jogo do Brasileirão é assim: é difícil fora, é difícil em casa", argumentou Baresi, que vê o São Paulo na décima posição, com 34 pontos, a 13 do Cruzeiro, primeiro time na zona de classificação à competição continental.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.